Anúncios

Posts Tagged ‘verdade’

::Viajando e pensando sobre a vida::

25/05/2017

Se você for notar em todo país que chegar, mesmo não entendendo o idioma local, vai ver que as pessoas agem e sentem da mesma forma que você e podem até estar grupadas da mesma forma do seu país de origem. Há os que servem e os que são servidos. Os que venceram na vida e os que vivem à margem da vida. Há as famílias, atarefadas no seu mundo de crianças, fraldas, correrias, parquinhos, balões, sorvetes, sujeiras e afins. Há os homens e mulheres de negócio, vendo o mundo sob seus óculos do luxo à la Louis Vuitton. Há os vendedores de rua e sua interpretação do que é típico de seu país, do que é vendível para os olhos do consumidor. Há velhinhos em seu passo manso, com tempo pra tudo. Há os jovens, impulsionando as cidades com seu vigor, cor e sabor, visualmente lindos com pouca história e rugas pra carregar. Há gente de todas as idades e crenças buscando o sol.

Todos esses grupinhos coexistem no mesmo local, mas muitas vezes nem se notam, cada um segue sua rota. Cada um interpreta a vida da sua maneira, carrega suas dúvidas e crenças, mas a verdade é que todos buscam as mesmas coisas: alguém que goste deles como são, um teto sobre suas cabeças, um trabalho que lhes dê o pão de cada dia, um sentido para suas existências. Daí entendemos rápido que somos todos irmãos, passageiros do mesmo barco chamado Terra, perdidos num pontinho do universo, enxergando a realidade sob nossa perspectiva individual e chamando-a de verdade. Existem muitos bilhões de verdades andando por aí!…

Anúncios

::Quarteto::

15/06/2009

Este “pensamento em voz alta” é de minha autoria:

Ouvir a verdade dói.
Falar sobre ela dói.
Tentar ver o futuro dói.
A vida dói.

::A verdadeira cara da China::

17/08/2008

Assisti hoje um documentário sobre repórteres chineses que incomodam o governo por mostrarem a verdadeira cara da China e por serem incorruptíveis, lutando pela verdade. Imperdível!!! Achei o documentário na internet, o link está acima. Mesmo para quem não entende alemão, vale a pena ver pelo menos uma parte dele, pois as imagens já dizem muito. Aqui um resumo dos temas:

Os repórteres mostrados são profissionais que tinham sucesso, dinheiro e reconhecimento, mas não podiam escrever nada crítico sobre o país e eram controlados por políticos corruptos;

Eles são perseguidos e muitas vezes a polícia do governo, que censura a internet, pede para que seus artigos sejam apagados – muitos deles não atendem o pedido, correndo até perigo de vida;

A luta por terra na China é grande – quem tenta se negar a ceder seu pedaço de terra, se este for confiscado pelo governo, é atacado e massacrado a plena luz do dia. Um exemplo foi filmado e fotografado, mais de cem pessoas viram uma pessoa sendo massacrada com tijolos, pedaços de pau, pezadas na cabeça, tudo porque a família não queria ceder a casa para ser demolida pelo governo. Se agricultores tentam se negar a ceder sua terra, são mortos ou suas terras são inutilizadas, p.ex. com várias pedras postas pelo governo no campo. Se o governo desapropria um terreno, dá um valor irrisório ao antigo proprietário, o que o impossibilita de comprar uma casa em outro lugar;

Os problemas ambientais na China são imensos – foi mostrada de uma cidade onde grande parte de mineirais pesados são extraídos, onde há muitos casos de câncer, pessoas morrendo cedo com problemas respiratórios, diversos problemas de saúde tais como perda de dentes, problemas nos ossos, problemas no coração. O crescimento do país faz com que mais fábricas se instalem, e com isso os problemas ambientais vão aumentando cada vez mais, deixando pessoas cada vez mais novas muito doentes;

Por ocasião do terremoto do começo do ano os repórteres afirmaram ter sido a primeira vez que tiveram a oportunidade de mostrar o que havia acontecido com menos censura do governo – uma repórter de 25 anos foi ao centro do terremoto e fez uma reportagem sobre as inúmeras crianças que perderam seus pais durante o terremoto, pois este aconteceu enquanto estavam na escola;

O caso da jovem repórter também é bastante interessante: ela vem de classe média alta, já morou e estudou no exterior, ganha bem, é cosmopolita, patriota, mas faz reportagens para mostrar aos chineses a China que ela mesma não conhece e vai descobrindo através de suas reportagens;

As moças que foram selecionadas para auxiliarem na entrega das medalhas das Olimpíadas também são mostradas, elas sabem dar respostas prontas a toda e qualquer pergunta, aprenderam que têm que mostrar 8 dentes ao sorrir e como são importantes para o país, mostrando para o mundo a potência que a China representa e fazendo internamente também propaganda do governo chinês;

Os repórteres mostram ter muita coragem, amor à pátria e à profissão e são mesmo incorruptíveis: um deles disse que o dinheiro que oferecem para ele para que ele páre de fazer suas reportagens deveria ser oferecido para as pessoas que o governo massacra com sua política.

Minhas perguntas:

Quantos países mostram uma reportagem como esta? Se o governo compra e censura o jornalismo no país, o mesmo deve acontecer em vários outros países do mundo.

Em quantos países no mundo o jornalismo é realmente 100% livre? Ao mesmo tempo vejo a importância dos blogs, que fazem jornalismo inoficial e muitas vezes mais atual do que a própria imprensa.

A cada reportagem sobre as Olimpíadas, os jornais de todo o mundo deveriam também fazer uma reportagem sobre as condições de vida dos chineses. O mundo não pode fechar os olhos para os problemas do povo chinês.


%d blogueiros gostam disto: