Anúncios

Posts Tagged ‘sonhos’

::Aprenda alemão cantando – Feuerwerk / Fogos de artifício::

22/10/2017

Gente, o cantor dessa música tem só 24 anos e já está fazendo música conhecida no país inteiro! Seguindo seus sonhos! Não deixando para depois! Aqui a tradução da letra da música do Wincent Weiss, que me tocou bastante pela mensagem que ela passa:

Fogos de artifício – Wincent Weiss

Faltam só quinze minutos – merda, estou atrasado de novo!
Tenho que correr de novo, lá vem vindo meu trem
Sim, eu sei, dizem que “ninguém espera por você”
Nós nos encontramos na mesma loja como há vários anos
Nós contamos pra nós mesmos como estamos estressados
Ah, deixa pra lá, esvaziemos a cabeça, você ainda se lembra?

Nós juramos pra nós mesmos:
„Ei, nós não vamos esperar pelo amanhã!”
Nós ainda continuamos a ser os mesmos palhaços
E heróis do nosso mundo

Vivamos como fogos de artifício, fogos de artifício – oh-oh
Como se tivéssemos só o dia de hoje – oh-oh
Porque esse momento não vai voltar nunca mais
Vivamos como fogos de artifício, fogos de artifício – oh-oh
Podemos conquistar o mundo todo – oh-oh
Vamos acender os foguetes um por um
E vivamos como fogos de artifício, fogos de artifício
Fogos de artifício

Os olhos estão ardendo, mas eu sigo meu instinto
Não vou entrar ainda, porque não quero perder nada
Você sabe muito bem, temos tudo isso só uma vez

Nós juramos pra nós mesmos:
„Ei, nós não vamos esperar pelo amanhã!”
Nós ainda continuamos a ser os mesmos palhaços
E heróis do nosso mundo

(Refrão)

E vivamos como …

Fogos de artifício e tudo passa tão rápido
Cinzas e lembranças são o que vai sobrar amanhã
Não importa, então de novo
Lá fora tem tanta coisa mais (pra conquistar)!

(Refrão)

°°°

Feuerwerk – Wincent Weiss

Viertel vor – verdammt, schon wieder spät dran!
Ich muss renn’n, da vorne kommt schon meine Bahn
Ja, ich weiß, es heißt: „Keiner wartet auf dich.”
Wir treffen uns im gleichen Laden wie seit Jahr’n
Erzählen uns, was für ein’n Stress wir haben
Scheiß drauf, Kopf aus, erinnerst du dich?

Wir hab’n uns mal geschworen:
„Ey, wir warten nie auf morgen!”
Wir sind doch immer noch dieselben Clowns
Und Helden uns’rer Welt

Lass uns leben wie ein Feuerwerk, Feuerwerk – oh-oh
Als wenn es nur für heute wär’ – oh-oh
Denn dieser Augenblick kommt nie zurück
Lass uns leben wie ein Feuerwerk, Feuerwerk – oh-oh
Die ganze Welt kann uns gehör’n – oh-oh
Verbrenn’n die Raketen Stück für Stück
Und leben wie ein Feuerwerk, Feuerwerk
Feuerwerk

Die Augen brenn’n, doch ich hör’ auf mein Gefühl
Geh’ noch nicht rein, weil ich nichts verpassen will
Du weiß auch genau, wir hab’n das alles nur einmal

Wir hab’n uns mal geschworen:
„Ey, wir warten nie auf morgen!”
Wir sind doch immer noch dieselben Clowns
Und Helden uns’rer Welt

Lass uns leben wie ein Feuerwerk, Feuerwerk – oh-oh
Als wenn es nur für heute wär’ – oh-oh
Denn dieser Augenblick kommt nie zurück
Lass uns leben wie ein Feuerwerk, Feuerwerk – oh-oh
Die ganze Welt kann uns gehör’n – oh-oh
Verbrenn’n die Raketen Stück für Stück
Und leben wie ein …

Feuerwerk und alles ist so schnell vorbei
Asche und Erinnerung ist, was morgen überbleibt
Ist egal, dann halt nochmal
Da ist noch so viel mehr!

Lass uns leben wie ein Feuerwerk, Feuerwerk – oh-oh
Als wenn es nur für heute wär’ – oh-oh
Denn dieser Augenblick kommt nie zurück
Lass uns leben wie ein Feuerwerk, Feuerwerk – oh-oh
Die ganze Welt kann uns gehör’n – oh-oh
Verbrenn’n die Raketen Stück für Stück
Und leben wie ein Feuerwerk, Feuerwerk
Feuerwerk
Und leben wie ein Feuerwerk

Anúncios

::Da arte de acreditarmos em nós mesmos::

07/08/2009

Passei uma tarde super gostosa com amigas brasileiras que moram aqui pela região. Foi a despedida da minha amiga mineirinha, a Marcela, que está indo passar 6 meses em Curitiba. Desde já, boa viagem querida!

Conversamos sobre mil e uma coisas e na realidade um papo puxa o outro, ainda mais em companhia agradável, e com isso foi difícil chegar a um fim! Mas as conversas foram todas super prazerosas. Que sorte ter um grupinho tão pra cima e tão por perto!

Um dos assuntos que conversamos mais a fundo, bem no finalzinho da tarde, foi a questão do acreditar em nós como pessoas e profissionais. Sempre estamos buscando no outro a confirmação de que aquilo que fazemos ou produzimos é bom. Temos excelentes ideias, mas nem todas são colocadas em prática. Ou de tanto pensarmos, acabamos por não colocar nada ou quase em nada em ação. Talvez pelo medo do retorno do outro, pelo medo do estranho, pelo receio de deixar a posição cômoda e partir para novos portos. Nunca achamos que já estamos prontos para novas trilhas, parece que ainda fica faltando algo, um novo certificado, uma confirmação externa de que “sim, somos bons“. Ainda mais quando moramos no exterior essa pressão de querer receber esse tipo de retorno de fora, do outro, é ainda muito maior. E é aí que mora o perigo. É bom receber retornos positivos, na realidade é uma delícia, mas acima de tudo temos que satisfazer a nós mesmos, temos que gostar do que fazemos. Temos que conseguir achar uma área onde tenhamos orgulho do que produzimos. Isso faz bem. O melhor amor para com o outro partirá de um amor egocêntrico, aquele voltado para nós mesmos, pois quanto mais conseguimos nos amar e nos dar valor, mais seremos capazes de amar (e de respeitar) outras pessoas.

Na realidade todos somos bons assim como somos. Hoje, neste momento. A vida é um caminho e quem não começa a seguir sua trilha, não colherá os frutos espalhados pelo caminho. Na realidade nunca estaremos “prontos“, estamos sempre em um processo de transformação contínua. Somos seres individuais, únicos, especiais, abençoados por Deus. Nem melhores, nem piores do que ninguém. Quanto mais espalharmos luz pelo mundo e para todos ao nosso redor, mais luz refletirá para nós mesmos. As trocas serão (são) positivas e boas. Espalhar luz tem super a haver com fazer aquilo que gostamos, aquilo que pra nós é fácil, que não dá trabalho, que dá prazer. É fácil pra nós, mas para outros não é, e portanto é “nosso“. Penso muito nisso na minha busca incessante de saber quem sou eu e na procura de descobrir a que fim vim parar neste mundo.

O certo é que nascemos para dar, para trocar, para interagir. No meio da semana passada fui surpresa por uma correspondência do Dago, que me presenteou com dois CDs de produção própria, um pra adultos, outro pra crianças de todas as idades. E qual não foi a minha surpresa ao colocar o primeiro CD pra tocar, o “À Espera“, completamente feito pelo Dago: letras das músicas, arranjos, voz, violão e guitarra. As músicas são lindas, só o título já é motivo de inspiração. Esse CD nos acompanhou na viagem para Basel ida e volta!) 😉 Meu marido, que ama tanto música como eu, gostou muito do trabalho dele também e notou que o estilo do Dago se parece com o do Zeca Baleiro, eu penso que também um pouco com o Skank nas músicas mais badaladas. Enfim, é uma delícia “esperar“ com ele, que compõe e canta em português e em inglês. O amigo dele, Claudio Oliver, apresenta a obra dizendo, dentre outras coisas, o seguinte:

“Dago nos convida a não esperar somente, mas a nos sentarmos com ele enquanto esperamos. Seja à espera da resposta, do sentido ou do amor. E enquanto a resposta não vem, nestas canções ele nos chama a aproveitar o tempo da espera para que seja um tempo de vida, em que se curte a vida curta que se tem“.

Apresento aqui a minha música predileta do CD dele, inspiração nota 1000, estilo de música que gosto, mensagem positiva, um pacote de surpresas, além de uma voz linda e um inglês impecável:

Give it Away – Dago Schelin

All the goodness you have got
All the love you have received
Give it away

And the knowledge you have gained
And the money you have made
Give it away

A time will come when this is gone
And all that we now know
So lay it down, cause nothing’s yours until you let it go

And the talent you possess
Ant the time that you have left
Give it away

And the song that you will sing
And the life that you will live
Give it away

Uma tentativa de tradução da letra:

Dê de presente – Dago Schelin

Toda a sua bondade
Todo o amor que tiver recebido
Dê de presente

E o conhecimento que você tiver alcançado
E o dinheiro que tiver ganho
Dê de presente

Uma hora irá chegar em que tudo isso já terá passado
E tudo o que sabemos agora
Então deixe isso, pois nada é seu até que você passe pra frente

E o talento que você possui
E o tempo que ainda lhe sobra
Dê de presente

E a música que você irá cantar
E a vida que irá cantar
Dê de presente

Voz/violão: Dago Schelin
Baixo: Mateus Brandão
Acordeon: Alonso Figueroa

Pra quem gostou dessa primeira música, Dago, simpatizante do copyleft, lhes dá de presente todo o CD dele, que pode ser baixado gratuitamente na internet. Entre neste link e clique em “Download Link: A Espera.zip” ou também aqui, inclusive comentários do artista em cada música. Viel Spaß beim hören! (Bom divertimento ao ouvi-lo!).

::Oito coisas a fazer antes de morrer::

14/07/2008
Sonhos

Recebi esta tarefa da Ana, do Roccana, com as seguintes regras:
1º) Devemos fazer uma lista com 8 coisas que sonhamos fazer antes de morrer;
2º) Ao finalizar convidar 8 parceiros de blogs amigos;
3º) Deixar um comentário no blog de quem nos convidou;
4º) Deixar um comentário no blog dos nossos convidados, para que saibam da intimação;
5º) Mencionar as regras.
.

Então vamos lá… Eu diria que sonho com o seguinte:

  1. Aproveitar meus netos ao máximo (já parto do pressuposto de que serei avó!)
  2. Ver meus filhos felizes e realizados pessoal e profissionalmente
  3. Visitar o máximo de países do mundo
  4. Escrever um livro (pelo menos um auto-biográfico)
  5. Sentir que cresci espiritualmente
  6. Sentir que fiz o máximo que podia por meus semelhantes
  7. Estudar psicologia e/ou filosofia quando me aposentar
  8. Envelhecer com saúde e disposição ao lado do Matthias!

Convido os seguintes blogueiros pra brincar comigo: Silvia, Maira (bem-vinda!), Paula, Sol, Ubirajara, Carla, Claudia (em seu nome ou no da sua filhota) e Denise.


%d blogueiros gostam disto: