Anúncios

Posts Tagged ‘opinião’

::Faca de dois legumes::

19/02/2018

Mundo polarizado

Dois mundos de dois lados

Um que tem certeza do certo

Que o outro, tolo, chama de seu!

 

O mundo é mais complexo

E nunca foi só preto e branco

O que eu vejo do meu lado

Pro outro pode ser insosso, um cranco

 

Na guerra das estrelas

A perspectiva do lado engana

Ou deixa claro o seu paradigma

Da maneira mais leviana

 

Por que sou o dono da verdade?

Como a validei?

Quantos livros eu li?

Com quem falei?

 

Será que o mundo é um tabuleiro?

Se fosse redondo eu bem sei…

Do fundo do meu bueiro

Iria dizer e reafirmar: eu vi, tenho certeza, eu sei!

 

Quantos ainda vou influenciar com a minha fala?

Quantos irei julgar?

Quantos irão me atacar?

Quem será que, depois de passada a peneira, vai sobrar?

 

No emaranhado do mundo doido

Onde estamos inseridos

Façamos um esforço tremendo

Pra continuar a jornada, com fé e paz reunidos

 

Sandra Santos, 18/02/17

P.S.1-Achado ontem nas lembranças do ano passado do Facebook e devidamente guardado agora aqui no blog, pra não sumir no nirvana da internet, ainda mais por ser um dos poucos poeminhas que já escrevi.

P.S.2-Aqui uma foto de uma estampa super fofa, criativa e bem humorada de uma faca de dois legumes!

::I Conferência sobre Questões de Gênero na Imigração Brasileira::

31/05/2015

Entre os dias 24 e 26 de junho de 2015 acontecerá em Brasília a

I Conferência sobre Questões de Gênero na Imigração Brasileira.

O objetivo desta conferência será tratar e discutir os temas de gênero que abrangem as comunidades brasileiras no exterior.

Alguns dos pontos a serem tratados:
– violência doméstica;
– imagem estereotipada da mulher brasileira;
– guarda de menores;
– saúde feminina;
– tráfico de seres humanos…

A Alemanha vai participar desta conferência através do Conselho de Cidadania, por ser uma comunidade significativa em relação a todos estes temas. Espera-se que com a conferência sejam implementadas iniciativas que beneficiem a vida do brasileiro no exterior e fomentem sua integração.

Todos os brasileiros residentes na Alemanha poderão dar a sua opinião através da pesquisa a seguir, bem como sugerir temas a serem tratados na I Conferência sobre Questões de Gênero na Imigração Brasileira.
Para participar da pesquisa, clique no seguinte link.

Agradecemos por sua participação!

::Que brasileiro que nada – já estou curiosa agora pra saber sua opinião::

28/04/2014

Para quem tem interesse de ler um exemplo de como os jornais estrangeiros noticiam no momento sobre o Brasil, li ontem e traduzo aqui um artigo um pouco controverso, polêmico e um tanto quanto equivocado da jornalista esportiva alemã Cathrin Gilbert, publicado no jornal Die Zeit de 24.04.14. Ainda que ela tenha tido um objetivo positivo de incentivar as pessoas a visitarem o Brasil durante a Copa e de apoiar os brasileiros quanto às suas reivindicações muito além do futebol, acho que sua argumentação está um tanto quanto equivocada e interpreta de forma desajeitada o momento atual brasileiro. Ainda assim, a vontade de que todos voltem bem pra casa impera no meu íntimo. Já estou curiosa agora pra saber sua opinião:

Que brasileiro que nada

Perto da Copa do Mundo, o país está finalmente parando de se superestimar

São poucas as coisas que incomodam mais do que a mania de acabar com a imagem de um país prestes a receber um grande evento internacional. Podemos citar as reações com relação à Grécia antes das Olimpíadas de verão há 10 anos atrás. Meu Deus! O que se acreditava naquela época era que os gregos não teriam nada pronto para o início do evento. O que aconteceu? O evento começou pontualmente e a admiração foi geral. Da mesma forma, ninguém tinha muita certeza de os sul-africanos teriam condições de receber uma Copa do Mundo no país. Cenários de horror com relação a bandas carniceiras foram então publicados, e foi dito que estas iriam atacar os torcedores que ali estivessem. E o que aconteceu? Todos os turistas voltaram bem para casa.

Agora estamos prestes a presenciar o próximo grande evento mundial: a Copa do Mundo no Brasil. Será que há um país que possa se qualificar mais para a apresentação de um evento como este? Até há pouco ninguém ousaria duvidar disto. Entretanto desde há algumas semanas o entusiasmo está diminuindo – também na Alemanha. Os primeiros fãs estão revendendo pela internet os tíquetes que compraram com tanta dificuldade, por um preço bem abaixo do de compra. O Brasil não vai conseguir acabar de construir os estádios, aeroportos e nem vai conseguir domar a criminalidade. E desta vez os rumores têm mesmo ligação com a realidade. O aeroporto de São Paulo realmente não vai ficar pronto.

Em poucos meses uma onda de felicidade se transformou em medo profundo. O que aconteceu? Será que a culpa com relação ao país hospitaleiro é da mídia?

Ao contrário das qualidades futebolísticas do Brasil (que nunca deveriam ser colocadas em dúvida), o desenvolvimento econômico e político foi superestimado por vários anos. A superestimação externa foi adicionada à interna.

Ao lado da Rússia, Índia e China, o Brasil era considerado como um país em desenvolvimento com grandes chances de sucesso. Entre os anos de 2000 e 2010 o crescimento no país foi de em média 5%. Orgulhoso, o Brasil tomou seu lugar dentre os países do grupo BRIC. O Brasil gostou de ser elogiado internacionalmente. Parecia que a quinta economia mundial tinha deixado seus problemas para trás. Quem haveria de sentir fome em um país com uma das maiores áreas cultivadas e com condições climáticas perfeitas? O governo estava surfando de forma deslumbrante na onda da euforia, liderado pela presidente Dilma Rousseff, enquanto fingia não se lembrar que apesar do Brasil ter renda per capita de 8.000 dólares, se encontrava só no 61° lugar mundial (nota minha: a autora não explicou do quê…Alguém sabe?). Ou que a economia começou há pouco a se enfraquecer.

Quem já viveu no Brasil sabe que os brasileiros dariam de tudo para um dia serem respeitados pelos americanos e europeus. Não há nada – e entende-se isso perfeitamente – que os façam se sentir mais diminuídos do que pela arrogância do norte. Daí saiu o processo de auto-enganação dos brasileiros, aliado ao talento único de saber se vender.

Mas mesmo agora que a auto-enganação está ficando visível, os brasileiros conseguem continuar a se promover: eles usam os principais palcos do mundo de forma sistemática, com o objetivo de chamar a atenção para o que não vai bem em seu país, muito causado pela política local. Semana passada os policiais de Salvador, onde vão acontecer jogos da Copa do Mundo, entraram de greve para denunciar as más condições de trabalho – 39 pessoas morreram durante os protestos. Mesmo o ex-capitão da Seleção Nacional, Rai Souza, declarou em uma entrevista ao jornal Süddeutsche Zeitung: “Temos que solucionar muito do que vai além do futebol e que, em parte, ficou à mostra desde os preparativos para a Copa do Mundo.”

A coragem dos brasileiros merece admiração. Eles se posicionam contra a cegueira causada pela política brasileira. Nós deveríamos apoiá-los, mostrar alegria pela chegada da Copa do Mundo e nos preparar para a viagem.

Fonte: Reportagem no jornal http://www.zeit.de/index de 24.04.14 de autoria de Cathrin Gilbert.

::Simples ou simplório::

01/03/2014

Acabo de ler aqui uma opinião sobre o Brasil que gostaria de dividir com vocês. O que acham da matéria?

::10 coisas que amo/odeio na Alemanha::

02/02/2014

Achei esta lista no blog “Quero Aprender Alemão” e compartilho com vcs, apesar de não concordar com o autor sobre o questão da foto durante a procura de empregos.

Se alguém aqui envia seus documentos para pleitear a uma vaga, e não inclui uma foto profissional no CV, os documentos são considerados incompletos.

Por outro lado, é bonito ver que realmente há mais tolerância nas ruas alemãs para as diferentes tribos. Cada um procura também se individualizar, principalmente no caso de jovens. Viva a diferença! O que naturalmente não quer dizer que a Alemanha seja um país desprovido de preconceitos.

O que você achou da lista? Há mais algum ponto com o qual você não concordaria? Bom domingo! 🙂

::Participe! Pesquisa de opinião::

16/04/2009

Bom dia!

Estou fazendo uma pesquisa e também juntando idéias para os próximos textos, e para isto tenho algumas perguntas para vocês, brasileiros morando na Alemanha:

Quais são / foram suas maiores dificuldades aqui (questões práticas e do dia-a-dia, tirando o idioma)?

Que tipo de ajuda vocês gostariam de encontrar / de ter encontrado (principalmente assim que chegaram aqui)?

O que facilitaria a vida de vocês durante sua permanência aqui?

Sei que cada um terá sua opinião super pessoal, mas é ouvindo vocês que vou juntando as peças do meu quebra-cabeças! Aguardo várias opiniões!!! Obrigada! 😉


%d blogueiros gostam disto: