Anúncios

Posts Tagged ‘cidade’

::Onde fica Ausfahrt?::

17/11/2017

Encontre resposta para essa e muitas outras perguntas relacionadas à direção no inverno nas rodovias alemãs nesse artigo informativo e bem humorado! Ausfahrt, essa cidade alemã deve ser muito grande!…

Anúncios

::Cidade planejada na Idade Média ganhará vida no sul da Alemanha::

10/10/2011

Sem escavadeiras, guindastes ou eletricidade, um canteiro de obras será criado próximo ao lago de Constança, no sul do país. O objetivo é construir uma cidade medieval planejada há mais de mil anos.

Um impressionante palácio renascentista, a igreja gótica de São Martinho e majestosas residências do centro da cidade. Essas são algumas das atrações que levam turistas a Messkirch, cidade próxima ao lago de Constança.

Mas no próximo ano uma nova atração promete não só atrair ainda mais turistas, mas também a atenção para a pequena cidade do sul da Alemanha. Serão mais de 40 operários de cantaria, pedreiros e carpinteiros vestidos com roupas medievais reconstruindo, diante dos olhos da plateia, uma antiga cidade monástica.

Da planta ao mosteiro

Historicamente, Messkirch nunca possuiu um grande mosteiro, embora a cidade tenha desempenhado um papel importante durante o período de cristianização no século 8°. O projeto de construção da cidade medieval não veio de Messkirch, mas originalmente de St. Gallen na Suíça. Por mais de mil anos, o projeto de construção ficou guardado como relíquia na biblioteca do mosteiro.

No século 6°, monges da ilha de Reichenau, no lago de Constança, idealizaram a planta de uma cidade espiritual construída ao redor de uma grande abadia. “Esse foi o plano diretor para muitos dos mosteiros na Europa. Nosso foco está na construção, mais do que na cidade em si”, declarou Bert Geurten, presidente da Associação Cidade Monástica Carolíngia. “Em primeiro lugar queremos mostrar que a Alta Idade Média dispunha de excelentes artesões e construtores. No momento esse é nosso principal objetivo. O edifício concluído é uma segunda etapa.”

Castelo como modelo

Quando jovem, Bert Geurten era fascinado pelo período inicial da Idade Média. Aos 17 anos, ele visitou uma exposição sobre Carlos Magno e viu então uma maquete do mosteiro de St. Gallen. Décadas depois, quando visitou Guédelon na França, a imagem ainda parecia estar em sua cabeça. Desde 1997, um castelo tipicamente medieval está sendo construído na cidade com técnicas da época. “Quando estive em Guédelon, fiquei fascinado com o que vi e pensei que queria fazer algo como aquilo. Lembrei-me então da cidade monástica de St. Gallen, que nunca havia sido construída. Resolvi que queria fazê-lo”.

Loucura vitoriosa

O ceticismo das autoridades parisienses em relação ao projeto em Guédelon era muito grande. Na época, alguns dos iniciadores foram chamados até de loucos. Mas os defensores da arqueologia experimental conseguiram impor suas visões e o empreendimento que havia sido considerado loucura é hoje a segunda maior atração turística da região da Borgonha.

Bert Geurten espera o mesmo sucesso para o projeto da cidade monástica em Messkirch. Depois que o financiamento do empreendimento foi agora esclarecido, espera-se dar início à construção no início de 2012. E a partir de meados do ano que vem, os turistas já poderão acompanhar de perto o progresso das obras.

Séculos trabalhando juntos

Da primavera ao outono europeu, 40 operários viverão e trabalharão no canteiro de obras. Os turistas poderão ver de perto a obra e fazer perguntas sobre o trabalho. O entusiasmo pela construção da cidade monástica é tão grande que o número de escritos para trabalhar no projeto é quatro vezes maior do que o número de vagas oferecidas. Assim como acontece no castelo em Guédelon, os trabalhadores usarão não só a técnica, mas também ferramentas e vestimentas da época.

Como tudo tem seu rigor histórico, o projeto contou com um conselho cientifico que segundo Bert Geurten conta com os “mais ilustres especialistas europeus nesse campo”. Mas como um projeto medieval é compatível com as normas de segurança e construção do século 21?

“É claro que vamos trabalhar com botas, capacetes e luvas de segurança, mas podemos fazer algumas adaptações. Por exemplo, em Guédelon, os capacetes eram usados sob chapéus medievais, e os sapatos de madeira, usados no século 9°, receberam um certificado de segurança do estado alemão onde se realiza a obra. Ou seja, é possível combinar o século 9° com o século 21”, respondeu.

Construir é o objetivo

A previsão de construção da cidade monástica em Messkirch é de 40 anos. Com a realização do projeto, a cidade espera fomentar o turismo em toda a região. Para o prefeito Arno Zwick, “Messkirch tem que estar ciente de que todos devem trabalhar juntos – comercio, serviços e restaurantes – para que aproveitem o melhor possível o que a construção da cidade monástica vai atrair”.

Segundo Bert Geurten, depois de pronta, a nova cidade poderá ser usada de diferentes maneiras por Messkirch. A única coisa que incomoda o empreendedor, que hoje tem 62 anos, é que ele dificilmente verá o projeto finalizado. No entanto, para Guerten, o processo é mais importante que o resultado.

Texto: Klaus Gehrke (ms)
Revisão: Carlos Albuquerque

Fonte: Reportagem da Deutsche Welle de 07.10.11, repassada pela Svea Kröner (obrigada, Svea! :-))


%d blogueiros gostam disto: