Anúncios

Posts Tagged ‘aprendizado’

::Banco de Dados com cursos de alemão na Alemanha::

21/04/2015

Achei um banco de dados com cursos de alemão aqui na Alemanha dividido por regiões e queria dividir com vocês.

Não quer dizer que a oferta esteja limitada aos cursos listados ali, mas já é um bom começo de pesquisa!

Espero que gostem! 🙂 Quem quiser recomendar uma escola, fique à vontade!

Anúncios

::Dica de cursos online e gratuitos na FGV::

06/05/2014

A dica da noite fica com esta página da FGV que oferece cursos online e, alguns deles, gratuitos sobre os mais variados temas. Achei a dica na página de uma leitora minha, a Renata do Dicas Green, e repasso agora pra vocês. Obrigada Renata!

A Fundação Getulio Vargas é a primeira instituição brasileira a ser membro do OpenCourseWare Consortium – OCWC –, um consórcio de instituições de ensino de diversos países que oferecem conteúdos e materiais didáticos sem custo, pela internet. Os cursos não têm pré-requisitos e podem ser feitos por qualquer pessoa.

Lá vocês vão achar vários cursos grátis, dentre eles:

– cursos na área de finanças pessoais (como organizar seu orçamento familiar, como gastar conscientemente)
– cursos na área de sustentabilidade (nos negócios e no dia-a-dia)
– dentre outros temas.

Nos vemos por lá! Boa noite! 🙂

::Aprenda alemão n’Alemanha! – cursos de alemão na Alemanha::

03/07/2012

Boas novidades! Fechei um acordo de cooperação com duas excelentes escolas de alemão aqui na Alemanha:

CDC (Carl Duisberg Centrum)

O CDC tem 50 anos de experiência no ensino da língua e da cultura da Alemanha e oferece o seguinte:
– cursos de alemão para jovens e adultos (p.ex. preparação para a entrada em uma universidade ou alemã; cursos preparatórios para estar apto a trabalhar na Alemanha)
– treinamentos interculturais
– cursos de alemão combinados com o programa ACCESS, que auxilia a conseguir uma vaga em uma universidade alemã, ou combinado com a busca de uma escola alemã para adolescentes
– cursos de alemão em combinação com estágios na Alemanha
– programas especiais para médicos estrangeiros que queiram atuar profissionalmente na Alemanha
– cursos de alemão combinados com eventos culturais e esporte
– viagens organizadas pelo CDC para o treinamento do idioma alemão (p.ex. viver e aprender na casa do professor, visitas a pontos turísticos, etc.)
– organização de viagens para classes e grupos
– auxílio na obtenção de visto e translado até a cidade do curso
– e muito mais!

Veja todos os detalhes na página da escola em 11 idiomas (português, alemão, inglês, espanhol, etc.) aqui.

O CDC oferece seus serviços em várias cidades alemãs: Berlim, Colônia, Munique, Radolfzell (Lago de Constança – Bodensee). Quem vier aqui pra região onde moro, o Lago de Constança, e tiver sido intermediado por mim, ganha de brinde um encontro comigo a combinar! 🙂

Importante: Quem quiser contratar algum serviço do CDC não deve por favor se esquecer de me citar como intermediadora: Sandra Santos / http://www.mineirinhanalemanha.de

Veja o vídeo abaixo sobre a comemoração de 50 anos do CDC:



Institut Humboldt

Este instituto tem mais de 30 anos de experiência no ensino do idioma alemão e oferece programas similares para jovens e adultos. Ele mantém escolas nas seguintes cidades: Berlim, Freiburgo, Colônia, Munique, Regensburg, Meersburg e Constança no Lago de Constança (Bodensee), Affhollerbach, Bad Dürkheim, Bad Schlussenried, Lindenberg, Reimlingen, Schloss Wittgenstein, Schmallenberg, Schloss Ratzenried e Viena/Áustria. Verifique os cursos oferecidos em cada uma das cidades citadas acima clicando aqui.

A página do Insituto Humboldt pode ser acessada em alemão, inglês, espanhol, francês e polonês aqui.

É importante lembrar: Quem quiser contratar algum serviço do Humboldt Institut não deve por favor se esquecer de me citar como intermediadora: Sandra Santos / http://www.mineirinhanalemanha.de

Abaixo um vídeo em inglês sobre um dos institutos Humboldt na cidade de Lindenberg:

::Dicas para aprender e/ou aperfeiçoar alemão::

12/11/2011

Quando eu era estudante o mais difícil pra mim era atender minha sede do saber. Eu tive a sorte de crescer com uma “senhora” biblioteca dentro de casa, mas mesmo assim era difícil achar respostas para minhas perguntas. As escolas não distribuíam livros e na universidade tinha que estudar lendo cópias horríveis de xerox. As aulas de idiomas tinham pouco material, tudo muito caro, e na realidade até hoje livros são muito caros no Brasil.

Hoje em dia eu fico boba e maravilhada com a facilidade de conseguir chegar a uma resposta. A internet nos trouxe uma imensa biblioteca pra dentro de todas as casas, democratizou mesmo o saber. Os livros de escola aqui na Alemanha são de alta qualidade, a tecnologia está aí e muitas crianças têm smartphones, mas o que “pega” é a diferença de idade do professor para o aluno. O aluno é multimedial, o professor é do “arco da velha”. Outro dia minha filha chegou em casa admirada da professora não saber o que é um chat e eu expliquei pra ela que quando ela nasceu, em 1995, a internet estava chegando por aqui. As aulas de hoje já poderiam utilizar os recursos que estão à mostra, mas os alunos passam a maior parte do tempo tendo aula com o professor na frente usando recursos de outrora: cartonagens, flipcharts, cassetes, etc. Alguns colegas de sala da Taísa, minha filha, acabam de voltar dos EUA e viram que lá todos os alunos, pelo menos na escola que visitaram, um ginásio, tinham um iPad. Pra mim pelo menos os smartphones deveriam fazer parte da sala de aula, o professor deveria se interessar pelas possibilidades da tecnologia atual e integrar isso na sala de aula.

Quando tinha aula no Goethe em Beagá ficava louca com os materiais que eles tinham, a biblioteca era linda e os livros também. Eu adorava os brindes que eles distribuíam pra quem acertasse p.ex. o maior número de preposições ou gêneros de substantivos, e foi numa dessas que ganhei uma agenda em alemão que para mim ficou sendo meu supra-sumo por um tempo. Quando mostravam pra gente um filme em alemão então, eu achava o máximo. Hoje em dia está tudo aí na internet pra quem quiser pesquisar. Com certeza vocês já pesquisaram muito, eu estou, pra falar a verdade, meio por fora do que é visto como um material muito bom na internet, à disposição de todos. Recebi uma dica do meu leitor Breno, ver documentários em alemão da medioteca da Bayerisches Fernsehen (televisão da Baviera). Obrigada, Breno! Clique aqui e contribua também com outros leitores deixando suas próprias dicas, as melhores fontes do saber pra aprender ou aperfeiçoar o alemão por conta própria. A comunidade agradece! Ah, sim, a minha dica, do comecinho e de hoje em dia continua sendo a leitura constante da revista “Der Spiegel“, que agora com um smartphone pode ser lida todo dia na cama, antes de dormir. Os artigos são muito bem escritos e eu adoro o tipo de jornalismo deles. Ah claro, e ir ao cinema aqui na Alemanha, pois os filmes são sempre dublados e sem legenda. E qual é a sua dica? Bom domingo!


%d blogueiros gostam disto: