Anúncios

Archive for the ‘ditados’ Category

::Histórias de brasileiros pelo mundo::

31/10/2017

O que leva uma pessoa a deixar tudo o que conhece pra trás pra se aventurar por esse mundo afora, passando pelo subemprego e por muitas outras aventuras nunca dantes imaginadas?!? Cada um tem sua resposta pessoal… Veja as razões e um resumo super resumido da vida do jornalista brasileiro Henrique Andrade Camargo aqui, que mora atualmente com sua família na República Tcheca. Como diz a psicóloga dele: “acredite que vai dar tudo certo, simplesmente porque vai”. Enfia o pé que vai!

P.S.-Já ficou sabendo da promoção especial de quase 25 anos da Mineirinha n’Alemanha? Leia sobre ela aqui.

Anúncios

::Saiu um novo livro da Mineirinha! Ou o inverso de: como se diz “enrolação” em alemão?::

10/10/2017

Para falar a verdade, eu tinha o projeto de escrever um novo livro já há muito tempo, mas fui – quase – vencida pela famosa enrolação, a em alemão tão famosa, conhecida e respeitada “Aufschieberitis” (vem do verbo “aufschieben”, que significa adiar, diferir, enfim para os mais entendidos e numa boa gíria brasileira: enrolar).

Nós, mulheres, temos 1.001 coisas na cabeça e para nós é muuuuuito fácil fazer de “b” a “z” quando na realidade sabemos claramente que deveríamos estar investindo naquele sonho importante, o “a”. Dizem que se algo nos dá muito medo, é exatamente naquilo que temos que investir, pois medos costumam esconder nossos maiores sonhos! E olha que tem bastante verdade nisso, viu?

Enfrentando meus medos de inúmeras coisas como escritora, mulher, mãe, profissional e expatriada, virava e mexia eu pensava de novo no projeto engavetado, que estava quase pronto… Comentei sobre ele com uma amiga escritora, a Isa Magalhães, e ela foi bem categórica: “lançe-o”. Mas eu sabia que não iria ser tão fácil assim…

Deixando de lado no momento algumas razões centrais da inércia temporária que explico no finalzinho do livro, e falando agora um pouco mais a nível geral, o ato de escrever para mim tem muita ligação com sentimentos. Tem muito de “timing“, de você um dia levantar da cama e afirmar: “hoje é o dia! ” E para mim, para minha satisfação pessoal e, espero, também dos meus leitores, foi no último domingo, 08/10/17, que consegui mesmo colocar a mão na massa de manhã até à noite e o novo livro saiu do forno!

°°°

Sobre o livro:

Este livro é para mulheres, principalmente aquelas em busca delas mesmas e de uma ocupação profissional que faça a diferença em suas vidas.

Simples, concisa, de leitura rápida, mas intensa, o objetivo da obra é que a leitora faça um mergulho profundo dentro de si mesma, voltando à superfície com reflexões importantes para sua vida.

A ideia do livro surgiu da experiência de expatriada da autora, que já acompanhou vários casos de mulheres que tiveram que se reinventar profissionalmente no exterior. A autora espera que possa contribuir na caminhada dessas mulheres para se tornarem quem são de verdade.

°°°

Talvez alguém possa estar se perguntando por que estou sendo tão sincera ao anunciar que meu novo livro demorou pra sair,  muito mais do que eu esperava… É bem simples: minha intenção é motivacional, uma mensagem direta para todos aquel@s que, como eu, já tinham se acostumado com o projeto inacabado.

Uma pergunta direta: você tem um sonho que está bem pertinho do seu coração, que você sabe exatamente qual é, mas tem até certo receio de pensar nele? Já chegou a se acostumar à ideia de deixá-lo inacabado?

Outra pergunta: como você se sente quando pensa nele?

Última pergunta (juro!): como você vai se sentir quando realizar o seu sonho?

Esses pensamentos não me davam paz quando meu projeto me vinha à cabeça…. Ficava decepcionada comigo mesma, depois ia procurar outra coisa para “tapar o buraco”, se é que você entende o que estou querendo dizer.

Dizem que há dois dias importantíssimos na sua vida: o dia em que você nasceu e o dia em que descobriu qual é sua missão nesse mundo. A minha está descrita no livro, e uma dica bem grande da direção que me guia fica no topo da minha página de consultoria Connex Consulting: sharing knowledge to help others to grow – dividindo conhecimento para ajudar outros a crescer. É isso aí, quando aqui não mais estiver, quero ter deixado uma marca no mundo de agregação, solidariedade, persistência, fé, ação, amor… e muito mais. E dei mais um passo em todas essas direções com esse novo projeto! Eu prefiro ser… essa borboleta-metamorfose ambulante!..

Espero que encontre no livro pensamentos e frases, além de muitas perguntas, que lhe levem firmemente a pensar em você mesmo, pois nesse mundo louco e interconectado estamos perdendo a capacidade de nos refletir enquanto seres humanos e nos traduzir para o mundo externo. E por aí passam as pequenas e grandes alegrias do dia a dia!

O livro está disponível na Amazon no mundo inteiro, mas em diferentes canais dependendo do país. Nota IMPORTANTE: como a ideia do livro é de reflexão constante, ele recebeu o título “(Re)descubra Quem é Você”. Através da possibilidade da descoberta e da redescoberta, inventei de novo uma palavra dentro de uma palavra, como já tinha feito no primeiro lançamento, o “Mineirinha n’Alemanha”. Portanto,  ao procurar pelo livro na Amazon, lembre-se de adicionar os PARÊNTESIS na sua busca, ok?

Pra facilitar um pouco, abaixo alguns links:

E-book no Brasil * sem fotos pessoais, que aparentemente não puderam ser lidas pelo sistema

E-book na Alemanha * também sem fotos pessoais

Livro na Alemanha * com 9 fotos coloridas e pessoais, capa mais colorida ainda!

Ainda não tenho um canal de distribuição para a versão do livro no Brasil. Quando ele existir, aviso aqui.

Dependendo de onde você estiver no mundo, é mais fácil procurar pelo livro através do seu título, no campo de busca da Amazon, e assim você vai achar a oferta local, certo? Ele está disponível em 13 websites diferentes da Amazon, espalhados como vários canais de venda do Brasil ao Japão.

Estou bastante curiosa para receber comentários, ler e ouvir o que outras pessoas acharam depois da leitura do RQEV (isso, inventei também uma sigla para ele!). Vai lá e depois me conta, vai?!? Minha prima Lílian, que carinhosamente escreveu o prefácio do livro, já começa afirmando: “certamente, se este livro chegou até suas mãos, é porque você precisa dele! “

::Morre uma estrela::

21/06/2016

Quando me separei do meu ex-marido, finalmente me vi livre e voltei a ser dona da minha própria vida novamente, recuperando aos poucos minha auto-estima, meu nome, minha identidade… Foi, dentre outros, no livro desta grande escritora que descansei minha alma e juntei forças para continuar acreditando no amor, apesar de tudo. Por acaso fiquei sabendo que ela morreu ontem. E gostaria de prestar uma singela homenagem, apesar de não concordar com parte do que ela defendia. Não sou adepta nem do aborto e muito menos da eutanásia. Mas quem disse que tenho que concordar com tudo para considerar uma outra pessoa digna de respeito e admiração?

Fazendo uma pequena pesquisa na internet, descobri que há um filme baseado em um de seus maiores sucessos: Sal sobre a nossa pele, que tenho que ver! Alguém o conhece? Parece que quando esse livro foi lançado, em alemão Salz auf unserer Haut, em 1988, ele foi um escândalo e tanto!…

Que ela, Benoîte Groult, possa descansar em paz. Alguns de seus pensamentos, que devem servir para nós de lembrança de que a vida de muitas mulheres já foi muito, muito mais desigual que a nossa, mas estamos longe de atingir a sociedade egualitária que nos é de direito:

I was a Latin teacher, but being born a woman, I was considered incapable. Of course, I lived most of my married life before contraception and experienced the dark ages of illegal abortion. I had to ask my husband’s authorization to open a bank account to put in the money I had earned by my own work. And many other incapacities.

Eu era uma professora de latim, mas por ser mulher, era considerada incapaz. Claro que me casei antes da pílula anticoncepcional e experimentei a era negra do aborto ilegal. Tive que pedir licença ao meu marido para abrir uma conta de banco para guardar o dinheiro que eu recebia com o esforço do meu próprio trabalho. Além de muitas outras incapacidades.

Letzten Endes kommt es einzig darauf an, dass man seine Kinder liebt. Doch wenn man zu Hause eingesperrt ist, fängt man irgendwann an, die Kinder zu hassen. Ich hätte jeden Job angenommen, um nicht 24 Stunden am Tag auf mein Muttersein beschränkt zu sein.

No final das contas o mais importante é que amemos nossos filhos. Pois quando estamos presas às nossas casas, podemos começar a odiar nossas crianças. Eu teria aceitado qualquer tipo de trabalho para não ficar presa às atividades maternais durante 24 horas por dia.

Als ich 25 war und als Journalistin arbeitete, hatte ich immer noch kein Wahlrecht! In Deutschland konnten Frauen schon in den zwanziger Jahren wählen, das Wahlrecht für Frauen wurde in Frankreich erst 1944 eingeführt. 

Quando eu tinha 25 anos de idade e trabalhava como jornalista, não tinha o direito de voto! Na Alemanha as mulheres já tinham conquistado esse direito nos anos vinte, enquanto o direito ao voto feminino na França só foi institucionalizado em 1944.

Vermutlich muss man geraume Zeit in der Haut eines Menschen verbringen, der einem nicht ähnelt, ehe man zu dem wird, der man ist. Oder vielleicht hat man auch all diese vielfältigen Figuren in sich und muss von einer befreien, ehe man zur nächsten werden kann.

Talvez seja necessário viver a vida de outra pessoa por determinado tempo, para que possamos nos tornar quem somos. Ou talvez todas essas figuras vivam dentro de nós e temos que nos libertar de uma, para que a outra se torne realidade.

 

Groult era uma das feministas mais conhecidas da França. Enquanto François Mitterand estava no poder, ela liderou uma comissão que buscava denominações femininas para profissões até então só masculinas. Ela lutou pelo direito do aborto, da pílula anticoncepcional e mais tarde pelo direito à eutanásia.

Segundo ela mesma, Groult se tornou feminista contra sua própria vontade, porque teve muita dificuldade de ser feminina. Ela continuou como feminista, porque as mulheres alcançaram muitos avanços no âmbito privado, mas muito poucos no campo político. No começo dos anos 90 ela reconheceu que o movimento feminino estava perdendo forças. Em 1992, em Paris, ela declarou ao jornal “Stuttgarter Nachrichten” (Notícias de Estugarda), que o “feminismo estava fora de moda e o poder tinha voltado às mãos dos homens como há 20 anos atrás”.

A autora foi casada três vezes, teve um amante durante cinco décadas e no anel de seu último casamento tinha gravado, a pedido do marido que propôs um relacionamento aberto, “liberdade, igualdade e fidelidade”. Eles consideravam ser possível ter uma vida independente, inclusive sexualmente, enquanto demonstravam fidelidade em outros níveis e respeito um ao outro.

Groult morreu aos 96 anos na noite de terça-feira, 20 de junho de 2016, enquanto dormia. Como desejou, segundo informações de sua filha, sem dores. Do contrário, ela teria optado pela eutanásia, pois achava que a vida só valia a pena se pudesse ser vivida de maneira digna.

Que ela sirva de exemplo e inspiração para nós, para que não constatemos como ela, daqui a 20 anos, que não houve avanço nenhum para as mulheres. Pois, se não prestarmos atenção ao andar da carruagem, até corremos o risco de perder o que já alcançamos. Que saibamos agir nesse mundo de mídia social, onde é tão fácil aprender, elogiar e ofender, evitando toda e qualquer oportunidade onde a mulher é vendida como um produto de decoração, um ornamento bonito, um ser impensante mas bonitinho que esta ali, parado, sem voz, quieto no seu lugar, ou, no máximo, dançando como nas tardes de domingo da tevê brasileira. No dia a dia, temos que nos unir evitando piadinhas de mau gosto que denigrem a loira, logicamente burra, a dona de casa, com mãos pequenas para alcançar todo e qualquer cantinho, e tantas outras funções femininas. Dou graças a Deus por não ter vindo ao mundo na época em que uma mulher não tinha direitos que hoje são considerados óbvios, tampouco queria ter visto uma sociedade como a de Muhammad Ali, onde um negro não tinha o direito de pedir um café num bar da cidade, mas se olharmos bem para a nossa atualidade, veremos que ainda há muitas, insuportáveis aberrações, o mundo anda louco, e o machismo impera, calado e senhor de si, certo de seu poder.

P.S.: Se alguém quiser usar esta plataforma para homenagear alguma mulher, favor deixar um comentário abaixo. Eu e muitas outras leitoras, com certeza também leitores, agradecemos!

P.S.2-Por acaso, hoje, depois de 2.769 anos, uma mulher tomou o poder de Roma e será prefeita da cidade. Os nossos parabéns pra ela!

Fontes: página da autora no Facebook, reportagem da revista Spiegel e Brigitte Woman, página da Wikipedia.

::10 anos de Mineirinha n’Alemanha::

29/11/2013

ImagemAconteceu uma coisa tão importante e eu estava deixando passar batido… Acabo de vender um livro em formato e-book, no caso do meu livro um PDF, e antes de enviar o mesmo estava lendo as primeiras páginas… Geeeeeeeente, meu blog está fazendo 10 anos de vida e o livro 5!!!! Motivo de comemoração, não é mesmo?!? O blog atual, um dos 4 que tive na minha vida de blogueira, conta com mais de 800 posts, praticamente 6.000 comentários e quase meio milhão de visualizações. E olha que nesse meio tempo, como diria o bom mineiro, muita areia já passou por este caminhãozinho que é a vida de uma das muitas outras brasileiras que moram na Alemanha.

Hoje em dia as vendas mudaram um pouco. Vira e mexe vendo livros pelo Amazon, pagos pelo Paypal, e o livro como e-book também é pedido. Muito embora eu continue preferindo ter contato direto com os leitores e receber pedidos diretos através do blog mesmo, sem atravessadores, o que é bom pros dois lados, com o calorzinho morno do contato humano, ainda que virtual.

Pessoalmente, meus filhos cresceram, e, por consequência, eu descobri um cabelo branco outro dia no meio dos meus cachinhos, o que me deixou um pouco pensativa. Vez e outra uma dor me pega e eu fico pensando que nem sabia que aquela parte do corpo poderia doer daquela maneira… Minha filha acaba de fazer 18 anos e já até levou meu filho pra escola de carro!!! Pra mim foi um marco na minha vida, sempre me vi com filhos, mas filhos pra cuidar e não os imaginava adultos, assim como lancei o livro e escrevi na contracapa que moro aqui há 15 anos, devido à minha impossibilidade de me imaginar vendendo livros por anos a fio, o que me surpreendeu e me deixou feliz, pois fiz grandes amizades através do meu livro e ele viajou um pouquinho a mais por mim. Mas continuando a falar de filhos, sempre brinquei que adoraria um neném que ficasse pequenininho por vários anos, pois adoro bebês!

Profissionalmente, continuo na área de RH, com maiores responsabilidades, trabalhando em tempo integral, o que resulta num super pouco tempo pra escrever. Isso pra mim é meio pesaroso, mas tento aproveitar a inspiração quando ela chega, e continuo muito ativa comentando coisas que leio no Facebook. O livro da Mineirinha também ganhou espaço por lá há alguns meses e tem atualmente 160 seguidores.

Como escritora, quem diria, conheci vários outros escritores brasileiros espalhados pelo mundo, e este ano a Feira de Livros de Frankfurt foi uma grande curtição. 🙂

Os meios de comunicação também mudaram. Há 10 anos nem tanta gente publicava suas ideias na net em blogs, mas depois do Orkut e principalmente do Facebook muita gente passou a publicar muita-coisa-sem-parar-o-tempo-todo-agora. A net democratizou a escrita, muito mais do que eu poderia imaginar, o que não quer dizer nada sobre sua qualidade, mas a quantidade, não há como negar que ela está ficando cada vez maior.

Minha conclusão sobre idiomas e conhecimento pode ser meio lugar comum, mas estou falando sério quando afirmo que nunca vou dominar língua nenhuma, muito menos o alemão. Isso é projeto pra vida toda, ou na próxima vida a gente já nasce aqui e o problema está resolvido. Quanto mais o tempo passa, sei que nada sei, com relação ao alemão e muitas outras coisichas mas que vão além da minha capacidade de compreendé-las. Tá, já fui confundida com suíço, mas isso não tira minha insegurança e minhas constantes dúvidas disso e daquilo. Neste ponto a net é mesmo uma mãe. A mamãe Google me tira quase todas as dúvidas, e no mais tardar quando descobri que muitos alemães têm problema com o próprio idioma, ainda mais na forma escrita, chutei o balde mentalmente falando. Entreguei pra Deus.

No mais, os PCs continuam dando pau, como o meu agorinha há pouco, e ao mesmo tempo que a tecnologia me fascina, penso em como tanta coisa pode ser perdida num passe de mágica. Quando isso acontece com a gente, a casa literalmente cai. Fico pensando em quando foi a última vez que fiz um backup dos meus arquivos e fotos e quantas vezes deveria reproduzi-lo pra ter certeza de que tudo está sob controle. Daí me lembro de que nunca nada vai estar sob controle.

Economicamente também aconteceu muita mudança. A China assusta, os países BRIC assumem posição de destaque, meio que tentando ficar, mesmo que as pernas fiquem às vezes bambas, as trocas internacionais não são mais só entre o hemisfério norte e o sul, mas em todas as direções, o que é bom pra uns, mas menos legal pros EUA, que reclamam como menino que perdeu a chupeta. Bons tempos aqueles, os de soberania americana… A vida era fácil e eles não sabiam. Enquanto 40 milhões de brasileiros chegaram à classe média nos últimos 20 anos, 40 milhões de europeus chegaram ao nível de pobreza. Uma verdadeira inversão nunca antes imaginada!

O terrorismo chegou ao nosso dia-a-dia, as guerras teimam em não desaparecer, mesmo que eu continue não entendendo o que o ser humano está fazendo consigo próprio, as catástrofes naturais aumentaram, pelo menos de dimensão. O mundo e seus habitantes estão ficando meio birutas, tudo vibra, tudo corre, tudo quer crescer, como se o sentido da vida fosse só sobe-cresce-expande-cresce de novo.

Quanto mais viajo pelo mundo, mais ele me fascina, mas mais ele me amedronta também. Sinal de velhice? Sei lá. Daqui a pouco pode ser que estejamos aprendendo chinês, que só os mais bem aventurados possam viajar de avião porque o céu vai ter ficado entupido de aviões, o mundo pode também ficar entupido de gente de uma hora pra outra e daí vão começar a mandar gente pra Marte… Bom, tudo cenas dos próximos capítulos! Que mais 10 anos venham, um brinde à Mineirinha e a todos vocês, meus leitores, pois sem leitor não há razão pra escrever!

P.S.-Lembrete do amigo oculto da Mineirinha aqui, grupo Mineirinha. Últimos dias pra participar! O sorteio vai ser dia 01.12.13.

::Sou como um livro::

28/05/2013

“Sou como um livro.
Há quem me interprete pela capa.
Há quem me ame apenas por ela.
Há quem viaje em mim.
Há quem viaje comigo.
Há quem não me entende.
Há quem nunca tentou.
Há quem sempre quis ler-me.
Há quem nunca se interessou.
Há quem leu e não gostou.
Há quem leu e se apaixonou.
Há quem apenas busca em mim palavras de consolo.
Há quem só perceba teoria e objetividade.
Mas, tal como um livro, sempre trago algo de bom em mim.”

(Autor desconhecido)

::Pensamento do dia::

28/06/2012

Recebi o seguinte pensamento da leitora Ellen e divido-o com prazer com todos vcs:

“O planeta não precisa de mais “pessoas de sucesso.”

O planeta precisa desesperadamente de mais pacificadores, curadores, restauradores, contadores de histórias e amantes de todo tipo.

Precisa de pessoas que vivam bem nos seus lugares.

Precisa de pessoas com coragem moral dispostas a aderir à luta para tornar o mundo habitável e humano, e essas qualidades têm pouco a ver com o sucesso tal como a nossa cultura o tem definido.”

Dalai Lama

°°°
Obrigada, Ellen! 😉

::Final de ano::

31/12/2009

“Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas que já têm a forma do nosso corpo… e esquecer os nossos caminhos que nos levam sempre aos mesmos lugares…
É o tempo da travessia… e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado para sempre à margem de nós mesmos”.

Guimarães Rosa

2010: Ano regido por Vênus

Em astrologia mundial este planeta rege os produtos femininos, os produtos de beleza e de luxo, as manifestações artísticas, as exposições e eventos sociais. Ele rege também as finanças, os bens materiais, o alimento, e os produtos da terra. Sob a regência de Vênus buscaremos o entendimento, os acordos de paz, os tratados, e estaremos mais propensos a dividir nosso pão com os menos favorecidos. Um povo que não tem essa noção não é civilizado! Em 2010, será o lado da Grande Deusa que acabará prevalecendo no mundo inteiro onde teremos destaque de figuras femininas. Os assuntos ligados à saúde e à proteção da mulher serão muito salientados pela mídia e não faltarão eventos de moda, sociais, artísticos que estarão em expansão. O feminino representado por Vênus não é igual ao feminino representado pela Lua: o arquétipo lunar corresponde ao Arcano II do Taro, a Sacerdotisa e Vênus corresponde ao Arcano III, a Imperatriz, dois arquétipos diferentes que enaltecem dois tipos diferentes de energia feminina. Como Saturno estará em trânsito em Libra (signo regido por Vênus) teremos como tema principal do ano vindouro o desenvolvimento da ‘responsabilidade social’ e aumentarão os casamentos, se firmarão os acordos e tratados, melhorará o intercâmbio cultural e econômico entre os países e será mais fácil sentar à mesa das negociações. Aliás, o campo artístico terá um grande destaque e o luxo e os produtos da moda impulsionarão a economia mundial. As muitas mulheres ‘sustento do lar’ receberão mais atenção dos governantes e serão votadas leis que as protegerão. Tomara que Vênus em sua regência torne o mundo melhor! Eu acredito que 2010 será um ano mais feliz, apesar das previsões astrológicas mundiais indicarem que não haverá ainda uma diminuição dos conflitos entre países inimigos! Mas, o que fazer, as mulheres precisam ter voz mais ativa até mesmo na política se quiserem reverter essa situação catastrófica onde o mundo se encontra!

Na Cabala, Vênus corresponde à Sefirah de nº 07 – Netzah, chamada de Vitória ou Esplendor. Ela representa psicologicamente a imaginação criadora, a natureza manifestada em nosso planeta e a emoção face à manifestação do amor entre pessoas. Vênus é um planeta magnético, que atrai, por isso tenho sempre a visão da Vênus pintada por Botticelli (pintor renascentista italiano) que a retrai ‘saindo das águas’! Sim, Vênus nasce da espuma do mar criada pelo esperma do pai Urano derramado na água de nosso planeta Terra. Esta é visão da Beleza triunfante materializada. A Natureza em sua manifestação é uma obra de arte. O Criador coloca na frente de nossos olhos sua Criação. Também nesta Sefirah encontramos a noção da vitória, de triunfo do belo sobre o feio, do nascimento sobre a morte, da flor sobre as cinzas. Porém, Vênus não é estática ou passiva: ela age, interfere, nutre e acolhe. Lembremos que é somente com muito labor e determinação que colhemos os frutos da terra.

Energias para 2010

2010 será um ano onde os sentimentos estarão exaltados, o lado feminino falará muito alto exigindo de nós, mulheres, posicionamentos. Pois se “A Sacerdotisa” faz planos, cria ideias, sonha, gesta um filho, “A Imperatriz” vem trazer concretização. O que significa que não basta sonhar, é preciso trazer para o mundo material o objetivo de tudo o que você pensa.

Já o Arcano “Roda da Fortuna” que está ligado à energia de um ano 10, mostra movimento e retorno daquilo que plantamos. Se você está com planos guardados será o momento de fazer acontecer, antes que o natural caminho das coisas façam isso por você. Isso vale tanto para coisas pesadas e difíceis que ficamos protelando, como também para coisas práticas que envolvem a vida humana. Sabendo que a vibração é algo que já vem chegando antes ainda do ano mudar já podemos sentir essa força no ar. (…) A “Roda da Fortuna”empurra as coisas para se concretizarem…

Sobre a regência do feminino, devo dizer que as mulheres estão em alta com tudo que elas têm direito, emoções, sentimentos, beleza, moda, sedução, lágrimas também, porque faz parte do feminino se emocionar, acolher, se sentir carente, dar e pedir colo.

Pode ser que algumas pessoas até se iludam um pouco com o significado de uma regência venusiana porque existe um lado fútil em Vênus como narra o mito da Vênus, também conhecida como Afrodite, pois essa deusa não tinha sossego, mudando de opinião, trocando de amantes como quem muda de roupa sem dar muita satisfação para os mais formais. De fato, é meio triste ver certas paixões que a nossa sociedade cultiva como o culto ao corpo. Assim, muitas mulheres se sentindo sozinhas podem sob essa influência do inconsciente coletivo se lançarem a fazer cirurgias plásticas em busca de um ideal de beleza numa aposta de felicidade e beleza.

Nada contra o desejo de buscar o amor, sonhar com a concretização de uma relação afetiva cheia de calor, imaginando que ficando mais bonita tudo dará certo, mas, apesar da influência do astral, devemos tentar sempre permitir que o bom senso prevaleça. E ainda bem que por trás de todo esse enlevo feminino venusiano nos sobra a influência do arcano 20 que é justamente “O julgamento” e a ponderação que ele nos traz fazendo enxergar a responsabilidade sobre nossas escolhas.

Deste modo, empurrado por tanta necessidade de aprimoramento, melhorias, busca do belo, amigo leitor, prepare-se para caminhar, pois a “Roda da Fortuna”, outra força do ano, movimenta tudo e coloca você para andar. E com tanta emoção e impulso será impossível ficar parado.

Este será um ano que também trará incentivo às instituições e ONGs ligadas ao cuidado com crianças e com a preservação da natureza o que é ótimo porque o mundo realmente precisa dos nossos olhos e nossas mãos para o social e o cuidado com nossos semelhantes e com a natureza.

Assim, (…) foque sua atenção nas coisas boas, usufrua da beleza da Vênus, deixe-se levar pelo amor lidando de maneira confiante com aquilo que não é tão agradável, porque a vida anda e você deve ir junto com muita força e luz!

Fontes: Textos do site Somos todos um e de Graziella Marraccini e de Maria Silvia Orlovas.

::Pensando e lendo…::

06/12/2008

“Há uma parcela onde o indivíduo sozinho pode mudar e melhorar sua vida e esta só se dá através de um ato livre e totalmente solitário: a leitura.

Carmen Balcells

::Censura na Alemanha::

19/11/2008

Despreparo e desconhecimento sobre as ferramentas do mundo moderno existem em todo canto, até na mais alta fileira de políticos alemães… Sexta-feira passada a página da Wikipedia da Alemanha (wikipedia.de) e suas informações não podiam ser acessadas, trazendo somente a informação de que o deputado federal Lutz Heilmann tinha a interditado pelo fato dela trazer informações sobre sua pessoa com as quais ele não concordava.

Detalhe n° 1: a única coisa que ele pôde impedir foi que a página alemã não fosse automaticamente redirecionada à página da Wikipedia nos EUA. A mídia alemã caiu em cima dele, noticiando que as informações completas da Wikipedia, inclusive deste senhor, continuavam podendo ser acessadam a partir do endereço americano (wikipedia.org), além de outros caminhos legais dentro da internet… A verdade não pode ser escondida! Censura não cola, ainda mais nos dias de hoje!

Detalhe n° 2: o senhor Heilmann vem da ex-Alemanha Oriental, fez parte da “Stasi”, o serviço secreto de controle e punição dos cidadãos daquele país, durante 5 anos e, sem contar do seu passado negro, chegou a um alto posto político dentro da Alemanha democrata. A mídia descobriu isso em 2005 e noticiou, e ele não teve mais como mentir…

Detalhe n° 3: ele não sabia que se não concorda com o que está escrito, teria sido mais fácil e menos negativo ou se registrar na Wikipedia e alterar o texto, ele próprio, ou entrar em contato com a administração da página…

Detalhe n° 4: grande parte da população deve pensar que o senhor Heilmann é uma pessoa que não deveria estar onde chegou!… E que deveria perder o cargo que tem!

Detalhe n° 5: e por obra do “destino”, a página alemã da Wikipedia voltou a funcionar normalmente no começo desta semana, poucos dias depois de sua censura; o partido político deste senhor, chamado “Die Linke” (A Esquerda), ficou mal falado; as doações não pararam de chegar na Wikipedia, citando indignação contra a medida do político; e criaram até uma página na internet pra protestrar contra Heilmann!

“Na sexta-feira ninguém sabia quem era Lutz Heilmann. No mais tardar, nesta segunda-feira, toda a Alemanha sabe quem ele é”. Este é realmente um tiro que saiu pela culatra!

Os sorrisos reapareceram no meu rosto ao ler um comentário em um fórum:

“Querido partido “A Esquerda”, vocês vão ver o que vai acontecer com seus políticos. Na próxima eleição, verão quem ainda vai votar em vocês. Com certeza somente os bobos que ainda acreditam em Papai Noel, Coelho da Páscoa e nas promessas políticas que vocês fazem!

Vou guardar vocês para nova consideração no ano de 2013. Em 2009, vocês estão fora de cogitação. Por vocês espera uma longa fase de reeducação até que de vocês surjam democratas de verdade”. Hehehehehehe 🙂


%d blogueiros gostam disto: