Anúncios

::Aprenda alemão (com um pitada de francês) cantando::

Esta música, do cantor alemão Mark Forster, filho de mãe polonesa, junto do rapper alemão Sido, filho de mãe cigana e também descendente de iranianos, está tocando bastante em todo canto na Alemanha. Ela traz consigo a vontade de dar no pé que muitos de nós temos, de sair da monotonia, de ter coragem de fazer aquilo “que sempre quisemos fazer”, de realizar nossos sonhos, de nos aventurar pelo mundo. Vale a pena demais decifrá-la e curti-la. O bonitinho foi terem misturado no refrão o “oh,oh”, com a palavra francesa “au revoir”. 😉

Nota minha: gosto muito de ler sobre os cantores e comentar de onde vêm, porque antigamente costumava-se afirmar na Alemanha que estrangeiros não contribuem culturalmente para o país, o que talvez seja o pensamento de uma parte da população ainda hoje em dia. Acho importante valorizar pessoas que fazem sucesso dentro da Alemanha, são produtores de cultura, e que têm ascendência estrangeira.

Bom, vou fazer a tradução da música mais abaixo.


Au revoir – Mark Forster feat. Sido

In diesem Haus, wo ich wohn
Ist alles so gewohnt
So zum Kotzen vertraut
Mann, jeder Tag ist so gleich
Ich zieh Runden durch mein’ Teich
Ich will nur noch hier raus
Ich brauch mehr Platz und frischen Wind
Ich muss schnell woanders hin
Sonst wachs ich hier fest
Ich mach ‘nen Kopfsprung durch die Tür
Ich lass alles hinter mir
Hab was Großes im Visier
Ich komm nie zurück zu mir

Es gibt nichts, was mich hält, Au Revoir
Vergesst, wer ich war
Vergesst meinen Nam’n
Es wird nie mehr sein, wie es war
Ich bin weg, Au Au
Au Au Au Revoir
Au Revoir
Au Revoir
Au Revoir

Auf Wiederseh’n? Auf kein’
Ich hab meine Sachen gepackt, ich hau rein
Sonst wird das für mich immer nur dieser Traum bleiben
Ich brauch Freiheit, ich geh auf Reisen
Ich mach alles das, was ich verpasst hab
Fahr mit ‘nem Gummiboot bis nach Alaska
Ich spring in Singapur in das kalte Wasser
Ich such das Weite und dann tank ich neue Kraft da
Ich seh Orte, von den’ andere nie hörten
Ich fühl mich wie Humboldt oder Steve Irwin
Ich setz mich im Dschungel auf den Maya-Thron
Auf den Spuren von Messner, Indiana Jones
Der Phönix macht jetzt ‘n Abflug
Au Revoir, meine Freunde, macht’s gut
Ich sag dem alten Leben Tschüss, Affe tot, Klappe zu
Wie die Kinder in Indien, ich mach ‘n Schuh

°°°

Nesta casa, onde vivo
Tá tudo tão monótono
Tão do jeito que sempre foi
Meu Deus, todo dia é sempre igual ao outro
Eu estou dando voltas em torno do meu laguinho
Só quero sair daqui
Eu preciso de espaço e de ar puro
Eu tenho que ir rápido pra outro lugar
Senão vou grudar aqui
Eu dou um salto de cabeça passando pela minha porta
E deixo tudo pra trás
Estou com algo grande na cabeça
E não vou voltar mais a ser quem eu era

Não há nada que me segure, tchau
Esqueçam quem eu era
Esqueçam meu nome
Nada mais vai ser como era antes
Fui, tchau
Tchau (4x)

Adeus? Não…
Eu já fiz minha mala, eu mando ver
Senão meu sonho vai ficar pra sempre só sendo um sonho
Eu preciso de liberdade, eu vou viajar
Vou fazer tudo o que eu deixei de fazer no passado
Vou andar com um barco de borracha no Alasca
Vou pular na água fria em Singapura
Vou pra bem longe e me encher de energia
Eu vejo lugares, dos quais outros nunca ouviram falar
Sinto-me como Humboldt ou Steve Irwin
Vou pra selva no trono dos Maias
Seguir os rastros do Messner, Indiana Jones
O fênix vai fazer agora uma decolagem
Tchau, meus amigos, até a próxima
Estou me despedindo da minha vida antiga
Como as crianças na Índia, vou dar no pé

Anúncios

Tags: , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: