Anúncios

Archive for dezembro \25\UTC 2010

::Novidade para 2011: publique seu texto no “Mineirinha n’Alemanha”!::

25/12/2010

Como foi o Natal de vocês? O meu foi jóia, passamos o Natal na casa da minha cunhada junto de seus filhos, meu sogro e mais uma outra cunhada e seu filho que tinha acabado de chegar da Espanha. As crianças (e os adultos) curtiram seus presentes, a comida estava ótima, voltamos felizes pra casa. Hoje fomos fazer um passeio na floresta tomada pela neve, é frio, é cansativo, mas é gratificante admirar a natureza, ouvir a falta de barulho do inverno e agradecer pelo dia, pela vida. Fechamos o dia num café da cidade, comendo bolos típicos e tomando café/cappuccino/Lumumba (chocolate quente com bebida alcóolica) pra esquentar. Espero que vocês tenham aproveitado o Natal tanto quanto nós!

Queria oferecer meu espaço para outras pessoas e meus leitores, pra caso tenham algum texto que gostariam de publicar aqui no “Mineirinha n’Alemanha” a partir de 2011. Este espaço tem aproximadamente 10.000 visitas por mês e é um bom local para divulgar ideias e novidades para o público de língua portuguesa espalhado pelo mundo, principalmente no eixo Brasil-Europa. Se quiser enviar algo para publicação, é só deixar um comentário neste ou noutro post qualquer e entrar em contato. Claro que a decisão final quanto à publicação fica ao meu encargo, ok?

Além desta ideia, também queria criar um espaço para pessoas apresentarem seus CVs e a pedido receberem ofertas de emprego para pessoas de língua portuguesa dentro da Alemanha pesquisados por mim. O mesmo poderia ser criado no Brasil para estrangeiros e/ou brasileiros vivendo no exterior querendo voltar pra Terrinha. Aceito comentários/sugestões/ideias a respeito!

Desde já, desejo Feliz Ano Novo e muitas realizações, saúde e solidariedade no ano que se aproxima!

Anúncios

::Temos mais a agradecer que lamentar… Feliz Natal!::

19/12/2010

Por El Morya Luz da Consciência – nucleo.elmorya@terra.com.br

Novamente, Natal… época em que lembramos de um menino pobre que, nascido numa manjedoura, trouxe para este mundo hostil uma única certeza: “que o ser humano vale somente pelo que é e que faz, nunca pelo que possui”.

Nasceu pobre, e, no entanto, preencheu corações de significado, de alegria, amor, e esperança de um mundo melhor e mais humano.O Natal chegou e mais uma vez temos nossas esperanças renovadas, sempre confiando nas palavras amigas Dele – O Cristo, que o dia da separação do joio e do trigo chegaria, e, nós, repensamos valores, refletimos em tudo que fizemos durante o ano, e, passado o dia que comemoramos seu nascimento, começamos tudo novamente… de onde paramos, muitas vezes, sem dar um passo atrás nas atitudes impensadas e, pedir perdão, seu maior ensinamento.

E Aquele que norteia o real significado dessas comemorações volta para altares de pedras, templos superficiais, como as lágrimas derramadas de muitos olhos nada verdadeiros.

A verdadeira sintonia entre nós e o Cristo requer a prática diária de tudo que é falado durante as Festas Natalinas mas, nada praticado durante um ano inteiro.

Vemos famílias se degladiarem, crianças e animais serem abandonados, amigos virarem as costas para quem sempre lhes foi fiel e dedicado, pessoas influentes mentirem descaradamente e acreditarem realmente naquilo que falam, pessoas que viveram tantas coisas juntas prejudicarem seu parceiro apenas por ganância, outros traírem suas parcerias na fé e confiança depositadas neles, e, poderíamos escrever uma lista sem fim, de falta de amor, de generosidade e comunhão.

Muitos perdem a fé, mas, se estivermos centrados no coração e confiantes naquilo que foi dito pelo Mestre, sentiremos a Mão que nos guia, ouviremos a verdade que liberta, e, sentiremos Seus braços nos enlaçando num aconchego que nada nesse mundo substitui. Sentiremos paz e harmonia invadir o coração.

Por que não fazer deste Natal um marco em nossas vidas, estabelecendo uma meta, a de fazer a nossa parte para criar um mundo melhor?

Mesmo passando por situações muito difíceis, podemos sempre olhar o lado bom de tudo. E nada é mais importante que o aprendizado e crescimento que tiramos de cada obstáculo, portanto, mesmo na dor só temos a agradecer e procurar fazer diferente…

Se recebemos ingratidão daqueles que considerávamos amigos, podemos dizer: só me importa o sentimento de amizade sincera que eu tenho por você… Feliz Natal, amigo!

Se o fizeram chorar, diga: dos meus olhos emanam os mais sinceros sentimentos. Desejo-lhe, força, luz, e muita alegria na vida… Feliz Natal!

Se sentiu o peso da traição, deseje multiplicar amor e união… que você encontre o afeto, o carinho, alguém para entregar, para dividir, estar junto e perdoar… Feliz Natal!

Se foi desacreditado, diga: que você seja preenchido de muita confiança na união, na ternura, e que a compreensão daqueles que o rodeiam sejam um alívio para seu coração… Feliz Natal!

Se sentiu solidão, ore! Amor e amizade são atitudes profundas e nada superficiais. Que você encontre repouso na alma, que receba o conforto das amizades verdadeiras e sensíveis. Feliz Natal!

Se não foi compreendido, desejo-lhe as bençãos da misericórdia, e o presente da solidariedade. Feliz Natal.

Se o deixaram triste, diga: não quero ver você chorar, pois sei que é forte, e seu coração se cobrirá de alegrias… Feliz Natal.

Sorria sempre, porque temos muito mais a agradecer que lamentar.
Que todos possam fazer deste dia e de todos os dias de suas vidas, presentes especiais, entendendo que o nosso tempo é curto para desperdiçarmos com sentimentos menores, então, que nossas palavras sejam condizentes com nosso Caminho espiritual.

Um Feliz Natal e Próspero Ano Novo!

Texto
tirado do site “STUM-Somos todos um”

::Dica musical::

16/12/2010

Eu já ouvi tanta música popular, a “Schlager“, aqui na Alemanha, eu já conhecia até algumas músicas da cantora, mas nunca tinha prestado atenção na Gitte Haenning, dinamarquesa que mora em Berlim e canta, dentre outros idiomas, também em alemão. No site dela é possível clicar em cada faixa do CD e ouvir um pouquinho de cada música. Fica a dica pra quem quiser treinar seu alemão e curtir uma música legal, como por exemplo a abaixo, regravado e incluído no CD atual:

::Choque no Facebook::

14/12/2010

O Facebook, FB para os íntimos, virou artigo de primeira necessidade pra muitos, pra uns mais, pra outros menos. Os jovens aqui da região onde moro estão todos por lá, e passam horas visitando os perfis dos amigos, recebendo e enviando mensagens, papeando no “chat”, etc. O número de amigos é imenso (200-300 pessoas no mínimo). As fotos, fantásticas. O conhecimento das ferramentas do programa: avançado. Eu, da minha parte, visito o FB com relativa frequência: trata-se de uma visitinha rápida quando eu passo pelas novidades no meu perfil, faço um comentário aqui, outro ali e de lá vou pro perfil da loja do Matthias, o “XGames Radolfzell“, pra divulgar alguma promoção e estar, junto com ele, em contato com os clientes.

Ontem, lá pela 1h da madrugada (eu sei, eu deveria aprender a ir mais cedo pra cama, mas não sou de ir dormir cedo!), resolvi dar uma passadinha rápida no FB pra me atualizar das novidades antes de desligar o meu computador e ir pra cama. E eis que arregalo os olhos perante uma notícia inesperada, que comuniquei imediatamente pro Matthias. O anúncio estava em palavras claras e simples no meu perfil: “Taísa Santos está se relacionando com xx Dörfer”! Quer dizer então que minha filha tem um namorado e não me contou! O 1° namorado! Mil e um pensamentos circulavam na minha cabeça como um turbilhão… Ah ha, então esta é a modernidade, onde os pais são informados pelo FB sobre o namoro dos filhos! Não hesitei: procurei o perfil do tal menino, dei uma olhada em algumas fotos e constatei quem ele era, que o namorico tinha começado supostamente ontem mesmo, etc… Pensei num outro carinha da sala dela, muito simpático, e senti por não ser ele o “escolhido”. Minha reação? Mandei pra ele um convite pra ele ser meu amigo, sem maiores comentários!

Há alguns meses atrás o FB tinha me mandado uma mensagem afirmando que achava que eu conhecia meu irmão, vê se pode, e perguntou se eu queria ser amiga dele! Pois então, isso já tinha sido demais, imaginem agora a novidade do momento! Como já era tarde da noite quando fiz a descoberta, não tive como conversar com a Taísa ontem à noite mesmo. De manhã o tempo é curtíssimo, mas pensei que poderíamos conversar no carro, quando a levaria para a escola. Quando a acordei de manhã, ela me disse que iria pro colégio junto de uma amiga, e por isso ela não iria pegar carona comigo, podendo dormir mais um pouco. Dado que ela é praticamente incomunicável quando acorda, a conversa ficou mesmo pra noite.

Durante o dia os pensamentos neste sentido foram tomados por vários probleminhas pra resolver no trabalho, tendo sido interrompidos pela hora do almoço, quando me encontrei com o Matthias, meu marido. Eu e ele fizemos vários comentários de como a vida está ficando doida, meu Deus, imaginem uma máquina me avisando que nossa filha tem namorado! No domingo mesmo eu estava comentando com uma amiga que achava que ela estava prestes a arrumar o 1° namorado, mas não imaginava que iria ser “tão de repente” assim. Meu marido chegou até a brincar, dizendo que a partir de agora ela precisa de cinto de castidade e vai ficar 3 anos presa em casa. Tudo na brincadeira, claro, mas a novidade do dia tinha mesmo nos deixado meio “fora do ar”. Acho que nos sentíamos naquela hora como todo pai se sente quando fica sabendo do 1° namoro do filho: meio perdidos, um tanto quanto “velhos”, um misto de um pouco de alegria e um pouco de receio no ar.

Depois do trabalho, fui levar o Daniel pra cortar cabelo e ele ficou aliás super gatinho de cabelo curto e de óculos! 🙂 Chegando em casa, tinha um senhor medindo o consumo da nossa calefação: nada de conversa. Como ela não tocava no assunto e eu também não, e já que o Matthias estava prestes a chegar em casa, resolvi esperar por ele pra podermos conversar com ela na presença de nós dois em casa. Dito e feito e conforme o planejado, o Matthias foi logo ao ponto ao entrar dentro de casa:
– Boa noite, senhora… – e se virando pra mim – Como era mesmo o nome dele?
– Dörfer! – respondi.
Ele, imediatamente:
– Boa noite, senhora Dörfer!

Ela riu com um sorriso meio amarelado no caminho pro quarto dela. Não disse nada. Ao voltar, explicou que era uma brincadeira dos dois, e que eles tinham feito isso só pra espantar umas 3 meninas que estavam atrás do dito cujo e pra que elas o deixassem em paz. Pode uma coisa dessas? Bom, ufa, o namoro só existe então no mundo virtual! Ficou pra próxima, pausa, tudo voltou ao normal. Deus meu, estou envelhecendo. Minha filha está se transfomando em mulher e saindo de vez debaixo das minhas asas. Ela não estava me escondendo nada, mesmo porque não tinha razão para tanto, pois somos amigas. Nada mais do que um dia normal como outro qualquer. A novidade era só uma brincadeira.

Pra compensar o choque de ontem, acabo de entrar no FB e achar esta figurinha aqui:

Obrigada, Ceci! O que seria da Mineirinha sem você? Nada como um dia depois do outro!!!

P.S.-Update, 15.12.10: Hoje a Taísa contou que o suposto namorico já foi apagado do mundo virtual sem deixar vestígios. Rapida ela, heim?

::Inspiração pra época natalina no meio do inverno europeu::

08/12/2010

Aqui tudo o que no momento não tenho(temos?):

Perfekter Tag:
Sonnenschein, die Rosen blühen. Ausschlafen, aber nicht zu lange. Mit der Familie auf der Terrasse frühstücken, Cappuccino mit viel Milchschaum trinken. Die Katze kraulen. Kein Termindruck, keine Verpflichtungen, der ganze Tag gehört uns. Zwischendrin mal eine halbe Stunde in der Hängematte liegen. Am Abend vielleicht ein Kinobesuch oder ein leckeres Essen mit Freunden.

Um dia perfeito (tradução minha, original daqui):
O sol brilha, as rosas crescem. Dormir o necessário, mas não por muito tempo. Tomar café-da-manhã com a família na varanda, pra mim um cappuccino com muita espuma de leite. Fazer cafuné no gato. Não ter horários pré-definidos, nenhuma obrigação, o dia é todo nosso. Entre uma coisa e outra, passar uma meia-hora despreocupada na rede. À noite, ir talvez ao cinema ou sair pra jantar com amigos.

***

Nada mal, não é mesmo? Talvez conseguirei(remos) fazer tudo isso em julho/agosto do ano que vem! Agora não dá, pois o frrrrrrrrio e a neve chegaram novamente com força total. Enquanto isso: Laterne, Laterne, corre, corre, Nicolaus, corre, corre, quase-Natal, corre, corre, Natal, corre, corre, Ano Novo, corre, corre, tira neve, molha sapato, sai pro trabalho no escuro e volta ainda no escuro (o escuro do inverno é bem mais escuro do que os outros). Há uns dias atrás a alegria do Daniel (agora de óculos!) fez com que me atentasse (de novo) pra beleza do inverno: ele adora neve, claro, brinca, pula, faz pegadas no chão, passa a mão em tudo o que acha pela frente e espalha a neve por aí, super bem humorado e como sempre de bem com a vida!… A alegria dele me faz ficar feliz!

P.S.-A tempo: pra quem quiser pedir jogos usados e novos aqui na Alemanha pela internet (Wii, XBox, Playstation…), sugiro o shop da XGames, o maior da Europa com quase 80.000 jogos. Se possível, escolha o shop do meu marido, o XGames Radolfzell, como seu shop preferido. Obrigada e boas compras natalinas!

::Vídeo de boas-vindas da TAM::

01/12/2010

Obrigada à leitora Quelen por tê-lo encontrado no YouTube! E o que você acha do vídeo? Aguardo seu comentário!


%d blogueiros gostam disto: