Anúncios

::Transmimento de pensação – notas pessoais sobre o Brasil atual::

Dentre as mil e uma “pensações” durante minha viagem ao Brasil, rascunhei umas indagações que me vinham à cabeça aqui e ali durante a permanência na terrinha:
– O Brasil está inundado de notícias negativas, que formam a opinião do povo e os comandam mentalmente, certamente atormentando-os dia e noite sem nenhuma pausa;
– O Brasil continua com mania de “ser pequeno”, com uma tendência à inferioridade que eu sinceramente não consigo entender. Li várias vezes que “estamos atrasados”, “precisamos melhorar muito”, “lá fora tudo é melhor”, etc., até em quesitos onde o Brasil vai super bem. O Brasil já avançou tanto em tantas áreas, faz parte hoje dos países BRIC e do G20, mas continua achando que muitíssimos outros são melhores do que ele. A não ser nos horários de propaganda gratuita dos partidos (que coisa estranha são aqueles preciosos horários não usados sem programação, com a tela estática!), não vi, ouvi ou li nada sobre tudo de bom que vem acontecendo no país nos últimos anos;
– A noção de cidadania vem chegando a passos pequeninos, mas vem. Ouvi repetidamente os pedidos principais da população: melhoria nos setores da saúde, educação, segurança e infra-estrutura;
– Finalmente uma campanha política sem aquele mar de santinhos de antigamente! No lugar delas, gingles e pessoas pagas segurando bandeiras sem nenhuma emoção, invariavelmente clicando em seus celulares;
– Os conceitos de “meu espaço” e “seu espaço” são quase inexistentes (p.ex. eu na cama tentando dormir e um povo na rua fazendo barulho, gritando, falando altíssimo, etc.);
– O nosso povo é maravilhosamente solidário! Isso é um diferencial e algo característico nosso que não tem preço!
– O nosso país verde tropical está quase sem árvores em perímetro urbano, como se o homem se visse superior à natureza;
– O Brasil está (pelo menos no momento) mais caro do que a Alemanha! E bastante mais caro do que em 2008, mesmo descontando a diferença cambial. Ao perguntar sobre este ponto, fui informada de que os salários aumentaram e a diferença foi repassada para o consumidor final. Menos mal.
– Fabricamos carros capazes de rodar com três combustíveis diferentes! 🙂
– E a música brasileira continua linda, linda, linda!
– A cada vez que vou ao Brasil, poderia engordar e voltar rolando pra Alemanha. Viva nossa cozinha maravilhosamente deliciosa!
– Vi poucos bichos no Brasil (bichos não conhecem fronteiras como nós humanos!);
– Dirigir no Brasil continua sendo uma aventura mortal. Vi até um carro da Polícia Federal ultrapassando em faixa contínua!!!
– Vou morrer sem entender as queimadas destruindo nossas matas. Viajei de Beagá a Porto Seguro (ida e volta) e cansei de ver queimadas por todas as estradas que passei;
– Como sempre contei inúmeros postos desnecessários de trabalho, na maioria das vezes criados para que um funcionário controle o outro e engorde o bolso do patrão ou pra passar uma suposta segurança pro cliente;
– Quem será o presidente que receberá o mundo na Copa de 2014??? Pelo andar da carruagem, será a Dilma, não é mesmo? O que vocês acham dela?
– Há muito mais carros no Brasil atualmente, ônibus e caminhões velhos poluem o ar e espalham mal cheiro por todas as partes. Disseram que em 2009, ao contrário da Alemanha, o governo brasileiro incentivou a compra de um novo carro sem pedir de volta os carros antigos. Perderam uma boa oportunidade pra diminuir a emissão de CO2!
– Há tanto carro rodando nas ruas que não via há séculos (Kombi, Caravan, Brasília, etc.);
– Por que será que apesar de termos espaço e da Copa 2014 estar chegando, só temos rodovias quase que só com uma via? A construção de mais rodovias com 2 vias de cada lado desafogaria o trânsito e tornaria as viagens bem menos perigosas. A limitação do tráfego de caminhões para um determinado horário e/ou dias também poderia ajudar neste quesito;
– A corrupção continua institucionalizada, na base do “rouba, mas faz”;
– Campanhas lindas na tevê, p.ex. “não venda seu voto”, “não vote em candidatos que sujem sua cidade”, “o normal é ser diferente”, etc.
– Será que teremos tempo para expandir a infra-estrutura do país até 2014?
– O Faustão magro já não é mais o mesmo, agora ele virou um “Faustinho”, o Jô também está bem mais magro, o Sílvio Santos (como sempre) não mudou uma palha. O microfone dele continua exatamente no mesmo lugar, hehehe… E que horror aquelas meninas rebolando pra lá e pra cá durante tantos programas na tevê. Isso é coisa do tempo do Chacrinha e deveriam existir atividades muito mais interessantes para essas mulheres (muito bonitas por sinal) do que ficar rebolando na telinha!
– Os pivetinhos sumiram há muito da paisagem urbana, no lugar deles dizem que o tráfico de drogas impera no país;
– O nosso povo é maravilhosamente solidário! Isso é um diferencial e algo característico nosso que não tem preço!
– Rever bons velhos amigos é tudo de bom 🙂
– Como Caetano, às vezes eu me sinto uma estrangeira no Brasil, mas sinto ao mesmo tempo uma falta “danada” de lá também!
Se você leu até aqui, certamente vai ter muito para comentar. Mãos à obra! 🙂

Anúncios

Tags: , , , , , , , , , , ,

26 Respostas to “::Transmimento de pensação – notas pessoais sobre o Brasil atual::”

  1. Cristiane Fetter Says:

    Sandra é exatamente isso que eu sinto, aliás quero te pedir permissão para levar este texto para o meu blog, com os devidos créditos é claro.
    E a Lei de Gerson continua imperando por lá, uma pena.
    bjks
    Cristiane

    • Sandra Santos Says:

      Oi Cristiane,
      Respondi lá no seu blog mesmo, viu? Seria uma honra pra mim se publicar meu texto. Obrigada por incluir os créditos.
      Um beijo e volte sempre,
      Sandra

  2. Flávia Says:

    a carestia e a explosão no uso e tráfico de drogas foram as coisas que mais me chatearam por lá.

    aff, somos estrangeiros lá e cá!

    • Sandra Santos Says:

      Oi Flávia,
      Aconteceu uma coisa engracada comigo: estive no Brasil durante 4 semanas e nao vi nenhuma pessoa mendigando ou pedindo esmolas. Aqui na Alemanha, desde que cheguei, já vi várias pessoas mendigando pelas ruas. Eu sei que elas vem da Europa Oriental etc., mas o fato me deixou pensativa, por ser uma grande ironia.
      As drogas realmente preocupam, assim como o aumento das igrejas manipuladoras, que prometem a salvacao ainda na Terra. Todo tipo de manipulacao me preocupa, e muito. A fata de educacao de bom nível também é preocupante, pois é uma maneira de manipular pessoas também. É mais fácil governar um povo que nao seja muito exigente.
      Um beijo,
      Sandra

  3. juliane Says:

    sim, somos estrageiros lá e cá… dura realidade…
    Quanto à Dilma: pior do que ser estrangeiro lá e cá… e muito!
    Gosto da Marina, apesar de saber que ela nao vai ganhar. Ingenuamente digo: que pena… campanha equivocada a do PSBD que nao menciona que o governo do PT nada mais é do que a continuidade do Fernando Henrique, e a Dilma é uma pessoa sem carisma nenhum… mesmo que isso nao seja critério pra ser bom governante… lembro que alguém certa vez em BH me disse que o que nos faltava eram políticos de verdade, como certos que já existiram até no nosso Brasil. De grandes homens públicos é o que precisávamos!
    Mudando de assunto: concordo com tanta coisa que você comentou… nossa, quanta coisa boa tem por lá que as pessoas nao vêm…
    A natureza exuberante, a informalidade, o calor humano, a energia no Brasil é muito leve, apesar de tantos motivos pra baixarmos a cabeca também. Acho que as coisas já melhoraram muito! Imaginem o que seria aquele país se houvesse investimento sério em educacao!
    Eu também morro de saudades de lá, e sonho com um Brasil utópico, um “Brasil bossa nova”…rsrsrsrs…, mas até com o é como é eu me conformo. Sem querer ser bairrista..rsrsr, você notou como Bh é uma cidade gostosinha, apesar de ser provinciana e tudo? Os nossos butequinhos, as nossas avenidas, e a Savassi, é um amor, cheia de livrarias e cafés… Estivemos dois anos no Brasil depois de 6 anos aqui, em Elternzeit. Tive a oportunidade de viajar o Brasil todo com o meu marido que estava fazendo doutorado com bolsa do DAAD. Aquilo é um continente! Unanimidade no país todo da minha percepcao: gente muito alegre, feliz, satisfeita (apesar de…), calorosa,
    receptiva e generosa!

    Concordo com você que muita coisa mudou pra melhor. E acho lamentável termos que engolir a Dilma!

    • Sandra Santos Says:

      Oi Juliane,
      Sim, somos estrangeiras, nao importa onde estejamos, isto é verdade. Vc já viu o filme “Terminal” com Tom Hancks? Ele expressa muito bem este sentimento.
      Quando li sobre a Marina fiquei super orgulhosa dela. Ela é uma mulher muito inteligente, que aprendeu a ler aos 16 anos e tem conteúdo (e muito). O Serra seria a continuidade da descontinuidade (iria voltar a puxar sardinha para as classes mais favorecidas), apesar de eu admirá-lo também. Dilma, nao sei, nao consegui formar minha opiniao fixa sobre ela. Deu pra ver que foi um produto planejado e feito no formato TV, feito pra ganhar a eleicao. Espero que ela faca um bom governo, na falta de mais opcoes. Sim, isso é verdade: ninguém comenta sobre o Fernando Henrique, e foi com ele que o Brasil comecou a mudar pra melhor, economicamente falando.
      Eu imagino sim o que seria do Brasil com educacao de alto nível: deixaríamos vários outros países (do grupo BRIC e fora dele) pra trás, pois é aí que está a potencia de um país, na mao-de-obra que vai formar para o futuro. Eu vejo tanta coisa boa que deveria ser copiada, ampliada, aumentada, incentivada, espero que as pessoas voltem sua percepcao para estes pontos positivos também.
      Eu tenho carinho por Beagá sim, mas nao para morar lá. Se fosse pro Brasil, moraria no interior ou numa praia. Dentre outras coisas, o que nao me agradou em Beagá foi a sujeira das ruas, o patrimonio público mal cuidado, o crescimento desordenado… Bastava o Daniel dar duas piruetas na rua e já estava literalmente preto! Fico triste por ver a poluicao, e fico imaginando os riscos pra saúde que as pessoas morando lá correm, tudo em nome do crescimento economico e da falta de fiscalizacao (talvez até de leis de protecao ao meio ambiente?). Bom, é isso aí. Mas eu nao páro de exultar nossa gente e nosso jeito leve de ser, que sao mesmo características fantásticas do nosso povo.
      Um beijo,
      Sandra

  4. Neusa Arnold-Cortez Says:

    Oi Sandrinha, é bom tê-la de volta! Achei o seu texto super bom e me alegrei com os aspectos positivos que você abordou sobre o Brasil e também me entristeci com os os negativos. Eu prefiro pensar positivamente sobre o nosso país, que quando comparado com a Alemanha é um país muito novo – considerando o início da colonizacao, tem só 510 anos, enquanto que muitas vilas próximas a minha casa têm mais de 1000 anos – e tem sim muitas perspectivas… precisamos acreditar e investir nelas!
    Mudando de assunto, ontem enviei uma pequena lembranca – via correio – para você. Desejo a você muitas felicidades, independentemente do seu aniversário!
    Abraco bem grande e tudo de bom!

    • Sandra Santos Says:

      Oi Neusa,
      Muito obrigada pelos parabéns, adorei o presentinho e nao precisava ter se incomodado, viu? Adorei e o presentinho já ganhou local de destaque aqui em casa. 🙂
      Sim, eu também considero isso, e sempre penso que nosso país é muito jovem e vejo que o andar da carruagem já aponta para mudancas positivas. Só de pensar sobre a idade das leis trabalhistas aqui na Alemanha e no que foi alcancado ao longo dos anos me leva a pensar que vale a pena dar tempo ao tempo.
      Um beijo grande e mais uma vez obrigada,
      Sandra

  5. Meire Bagoli-Alemanha Says:

    Sandra,

    Adoro ler o seu blog. Em meio milhões de brasileiras que moram no exterior, você está na relação de poucas que falam bem/verdade do Brasil. Por este motivo te admiro muito.
    Com certeza existem muitos problemas no Brasil. Mas os Brasileiros não deixam a peteca cair, sempre de bem com a vida, sempre querendo ajudar o próximo, sempre com a mesa cheia. O Brasil é bonito por natureza(praia/sol/natureza) quer coisa melhor do que o sol. Eu também passei as férias no Brasil e quando acordava pela manhã e abria a janela, me sentia tão feliz. E na praia então ver os meus filhos correndo de tanta alegria. Em resumo precisamos de tão pouco para ser feliz. Mas os nossos filhos estão tentando fazer um Brasil melhor, tenho esperança que as coisas vão melhorar para eles.

    beijos/Meire

    • Sandra Santos Says:

      Oi Meire,
      Fico feliz que vc também tenha tido boas férias no Brasil como nós.
      Eu também sei disso, que a consciencia das pessoas, através das geracoes, vai ir mudando, e o povo vai aprender a querer seus direitos de cidadaos, pois todo cidadao que cumpre sua parte e paga impostos deve ter o direito de receber servicos básicos, a contra-partida do bolo do estado.
      Sim, precisamos de muitíssimo pouco para ser felizes. O melhor local para reconhecermos isso é estando numa praia. Os homens sao até mais minimalistas ainda do que nós, pois eles só precisam de uma sunga, Havaianas e protetor solar, hehehe… 🙂
      Obrigada pelo seu carinho e pelo elogio, nao precisava de tanto. Fico lisonjeada e grata por te conhecer.
      Um beijo e lembrancas à sua família,
      Sandra
      P.S.-A loja do Matthias está à espera da visita de vcs por aqui, ok? 😉

  6. Jane Says:

    Os salarios aumentaram? Em que cidade? Em que setor? Porque pra designer no Rio, continua quase o mesmo de 4 anos atrás, quando eu vim. E o pior: o custo de vida no Rio aumentou absurdamente e ainda vai aumentar mais por causa da Copa e das Olimpiadas. Mas os salários, pelo menos na minha área, nao acompanham. Ai de mim se precisasse sustentar familia por lá!

    Sei lá, eu desanimo com os jornais, com as notícias que recebo de amigos, com assalto aqui, drogas ali, estradas ruins acolá, com a falta de educacao e com a corrupcao institucionalizada. De que adianta a economia bombar se a desigualdade social só aumenta? Eu até tento as vezes “ver o lado bom” como voce, ou como a Meire comentou acima. Mas hoje mesmo li no jornal o caso dos médicos que se recusaram a operar um bebe de 20 dias por questionar o valor pago pelo SUS. Um BEBE! 20 dias! Morreu por que médicos NAO QUISERAM atender. Por causa de dinheiro. Isso porque o Brasil e muito solidário.

    E se a saúde for tema entao! A Publica sempre foi falida desde que eu me entendo por gente (vide os médicos do SUS que deixaram um bebezinho de 20 dias morrer). E agora os seguros de saúde privados estao cada vez mais caros e com atendimento cada vez pior. A avó da minha amiga, de 92 anos, quebrou o ombro e foi pro hospital PARTICULAR em Niterói pra ficar na fila por horas, com o braco pendurado, sentada no banquinho lá. Só trouxeram a maca pra ela deitar depois do escandalo da minha amiga. Solidariedade?

    Falando em solidariedade, eu queria que ao invés de projetos de ongs e iniciativas privadas, que o povo cobrasse de quem tem, por obrigacao, garantir os direitos fundamentais do cidadao. Mas aí, né… Vao eleger a Dilma e dar continuidade a projetos tapa-buraco, tipo bolsa-família, bolsa-escola e bolsa-tinta-de-cabelo, sem investir no cerne da questao.

    Natureza tem sim, exuberante e linda, mas isso nao é exclusividade do Brasil. Aqui mesmo na Europa tambem tem muito lugar bonito. Vai pra costa da Croacia ver as praias! E sem medo de arrastao nas areias! E aqui tem árvores no perimetro urbano tbm! Sem contar nas montanhas nevadas no inverno, que o Brasil nao tem. A beleza natural que o Brasil tem, o povo nao respeita. Lixo nas areias, jardins mal cuidados, pixacoes onde nao pode e por aí vai.

    A música e linda tambem, mas essa a gente pode ouvir de qualquer lugar do mundo.

    Ufa! Desabafei! Acho que a noticia do bebezinho no jornal hoje comigo em plena TPM mexeu comigo! Sem falar nos arrastoes programados na “Faixa de Gaza” do Rio, perto de onde eu trabalhei. Melhor parar por aqui, né?

    Enfim… Brasil, pra mim, só pra passar férias e visitar a família. Pra morar, nao sinto a menor saudade.

    Beijo!

  7. Tania Belderrain-Spillmann Says:

    Oi Sandrinha

    Adorei o seu texto. Parece até aquelas famosas cartas de Pero Vaz de Caminhas pro Rei de Portugal. Dá pra vc colocar um link pro FACEBOOK para poder postar esse texto aí?

    Abracos de Metzingen

    Tania

  8. Claudia Dannemann Says:

    Sandra, Bem-vinda à Teutônia! Bem que eu gostaria de comentar todos os pontos que você citou, mas o meu tempo anda bem escasso. Como sempre concordo com você em quase tudo! Só sei que vou adiar a minha viagem pro Brasil, pois também estava desconfiando que o Brasil está caro para nós. Voar agora na época de férias escolares é um tiro na testa, só de passagem sairia 4500 Euros para nós quatro.

    Uma beijoca, Claudia

    • Sandra Santos Says:

      Pois é, né Claudia? E depois me perguntam por que nao vou com maior frequencia ao Brasil. Eu digo que para cada viagem poderia pagar uma nova reforma em casa. Só as passagens já sao um grande investimento. Espere até seus filhos ficarem maiores do que 12 anos e comecarem a pagar como adultos, como no caso da Taísa…
      Beijos e saudades,
      Sandra

  9. ::Transmimento de pensação – notas pessoais sobre o Brasil atual … | Jornal do Brasil Says:

    […] the original post: ::Transmimento de pensação – notas pessoais sobre o Brasil atual … Tags: ali, brasil, cias-que, com-assalto, corrupção, desanimo-com, drogas, estradas-ruins, […]

  10. ::Transmimento de pensação – notas pessoais sobre o Brasil atual … | Veja, Brasil Says:

    […] Read the original: ::Transmimento de pensação – notas pessoais sobre o Brasil atual … […]

  11. ::Transmimento de pensação – notas pessoais sobre o Brasil atual … | Revista Veja Brasil Says:

    […] more here: ::Transmimento de pensação – notas pessoais sobre o Brasil atual … Category: Brasil, Política, notíciaTags: ali > Brasil > cias-que > com-assalto > Corrupção > […]

  12. ::Transmimento de pensação – notas pessoais sobre o Brasil atual … | Revista Veja Brasil Says:

    […] the original post here: ::Transmimento de pensação – notas pessoais sobre o Brasil atual … Category: Política, notíciaTags: ali > Brasil > cias-que > comunicação > Corrupção > […]

  13. ::Transmimento de pensação – notas pessoais sobre o Brasil atual … | Veja, Brasil Says:

    […] Excerpt from: ::Transmimento de pensação – notas pessoais sobre o Brasil atual … […]

  14. ::Transmimento de pensação – notas pessoais sobre o Brasil atual … | Veja, Brasil Says:

    […] See more here: ::Transmimento de pensação – notas pessoais sobre o Brasil atual … […]

  15. ::Transmimento de pensação – notas pessoais sobre o Brasil atual … | Veja, Brasil Says:

    […] Follow this link: ::Transmimento de pensação – notas pessoais sobre o Brasil atual … […]

  16. Marie Says:

    Olha, nao sei o os brasileiros sao o povo mais solidário. Acho que sao quando é conveniente. Tambem moro fora do país e quando voltei para o Brasil, há dois anos, eu vi imperar a Lei de Gerson. Eu estava grávida de 7 meses na epoca e ninguém me cedeu o lugar no onibus. Em outra ocasiao (nessa mesma epoca) eu estava numa agencia bancária e passei um pouco mal por causa da queda na pressao, fiquei agachada e NINGUÉM sequer me perguntou se eu estava bem ou se queria me sentar em uma cadeira.
    Soube através de familiares e amigos sobre os casos de desvios de suprimentos para as vítimas de alagamentos; desvios estes que eram feitos pelos próprios vontuntarios e por soldados do Exército Nacional!
    Com relacao ao aumento dos salários, tambem nao fiquei sabendo. E meus pais, que sao aposentados, estao pensando em voltar a trabalhar pra pagar as contas! Me falaram que tudo está realmente caro.
    O Brasil tem suas belezas naturais, mas nao sabe aproveitar, ou destrói o que é bonito. Um amigo “alemao de Blumenau” foi para o nordeste e eles queriam cobrar o dobro, ate que ele falou que nao era gringo.
    Os brasileiros sao muito amadores em tudo o que fazem, e ao invés de investirem na educacao, na carreira profissional, ficam tentando dar o “jeitinho brasileiro” em tudo – coisa que os “gringos” detestam, por sinal.
    Desculpe-me por ser tao pessimista, mas nao vejo solucao para o Brasil. Enquanto tivermos opcoes como Tiririca e Maguila como candidatos, o pais nao irá pra frente! O pior é que é capaz destes serem eleitos porque o brasileiro tem “senso de humor” e acha que Dep. Tiririca é engracado. “Pior que tá nao fica”???? Ah, fica!!!

    • Sandra Santos Says:

      Oi Marie,
      Obrigada por seus comentários e pela visita aqui no blog. Nao quis dizer que o brasileiro seja o povo mais solidário, mas sim que é um povo solidário, de um lado, o que naturalmente nao elimina (que pena que nao) a corrupcao e o jeitinho.
      Um beijo da Alemanha pro Canada,
      Sandra

  17. Maira Says:

    Olha eu escrevendo diretamente do nosso Brasilzao! Pois é, hj fiquei de castigo em casa por causa da chuva torrencial q caiu em Sampa e aproveitei pra dar um pulinho nos meus blogs prediletos. Adorei seu post e me inspirou a escrever algo qdo voltar pra ai a semana q vem. Tirando o que há de ruim, tem tanta coisa boa acontecendo por aqui que dói só de pensar em voltar pra Alemanha segunda que vem. )))-: Mas vamos que vamos, levando sempre o que há de bom de um lado pro outro, aproveitando e fazendo a minha parte sempre e em qquer continente! 😀 Bjks!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: