Anúncios

::Visita à Liza::

Ontem eu e o Daniel fomos fazer uma pequena visita à Liza, que mora aqui no sul da Alemanha numa cidade no meio da Floresta Negra. Ela ganhou um livro na promoção de Natal da Mineirinha, e com a visita pude entregar o livro pessoalmente a ela. Apesar de geralmente adorar viajar de trem, resolvi ir de carro pois não passa trem na cidade dela e ficar no frio esperando pela conexão não dá pé, quer dizer, dá pé gelado, hehehehe…

Chegamos na casa dela pouco depois de uma hora de viagem, apesar das estradas estarem lotadas de neve e de ter nevado durante todo o percurso. O “Tudo Azul” (meu novo carro agora ganhou um nome), devidamente equipado de pneus de inverno, e o Tom Tom (o sistema de navegação) nos guiaram direitinho. Minha amizade com meu carrinho novo está crescendo!

A Liza é uma fofa. Ela tinha deixado a mesa pronta para o café-da-manhã, cozinhou um almoço super gostoso, não me deixou ajudar em nada na preparação do almoço e ainda me passou uma receita para pão de queijo que, segundo ela, faz com que nós brasileiros exilados consigamos fazer um pão de queijo que não perde em nada para o do Brasil. Estou doida para testar! Observe-se que a Liza também é mineira, portanto ela sabe do que está falando!

A tarde passou rapidinho, sendo que ainda fomos com os meninos, o Daniel e o Miguelzinho, visitar o marido Alberto na universidade, e durante a visita descobri que a “danada” da Liza é famosa e nunca tinha nos contado. Quando você entra na universidade, só da Liza por todo lado, o rosto dela saiu nas propagandas da universidade e está espalhado nos cartazes pelos corredores e nos panfletos da universidade! Confiram comigo:

Liza Mineirinha n'Alemanha

Eu e a Liza passamos a tarde toda tagarelando, enquanto os meninos brincavam. Conversamos de tudo um pouco, e também sobre amizades feitas através da internet. Eu, da minha parte, tive a felicidade de ter feito várias amizades através do meu blog, e tenho a agradecer que essa aproximação entre as pessoas seja possível, pois sem a internet estaríamos talvez morando próximos uns dos outros e não saberíamos da existência um do outro. Até hoje todas as amizades que fiz pela internet foram super legais e foi um barato conhecer as pessoas ao vivo. No meu caso já passaram de muito mais de 20 pessoas as que conheci ao vivo através da internet, e outras estão por vir, certamente!

Eu e o Dani voltamos pra casa de tardinha e meus bons companheiros, o Tudo Azul e o Tom Tom, nos guiaram novamente muito bem de volta pra casa. O carro só derrapou uma vez, e naquela hora passei a ouvir os batidos do meu coração… Apesar de morarmos relativamente perto uma da outra, a cidade da Liza é muito mais no alto, muito mais gelada e tem muito mais neve do que aqui onde moro. A neve era realmente muita por lá, o frio também (mais de 5°C de diferença) e só as rodovias estavam livres da neve, enquanto que todas as estradas secundárias estavam bastante perigosas…

O Tom Tom (meu GPS) merece um parágrafo à parte. Temos um sistema desses há poucos meses, desde que fomos a Munique no último verão e a Rê, minha irmã, tinha emprestado o dela para o Matthias ir sozinho de madrugada a uma cidade ao lado de Munique. Ele foi e voltou, adorou o sistema e assim que chegamos da viagem ele comprou um pra nós. Antes dele, a “Sandra Sandra” era o GPS daqui de casa, e ela até que funcionava direitinho, tendo guiado a família direto para a casa da irmã em Munique sem muitos problemas. Mas ter um sistema desses é muito bom. Claro que ele não enxerga desvios na pista, engarrafamentos e não é 100% correto em todas as informações que passa, e como boa mineira diria até que você “deve confiar nele desconfiando”, com um olho nele e outro na pista/nas placas, mas é super bom ter um “homem” (sim, o meu tem voz masculina!) te guiando por aí, dizendo direitinho o que fazer para chegar ao destino desejado. Engraçado é quando você tem que sair da rota, por exemplo quando a pista está em obras e é sugerido um desvio, e o sistema fica querendo te fazer voltar para a rota anteriormente sugerida. Ele sugere umas três vezes para que você faça um retorno, desiste, revoltado (deve até te xingar no seu íntimo porque você, aliás “como toda mulher”, não o ouve e só faz o que pensa), e por fim desiste de te pedir pra voltar e recalcula a rota a partir do ponto onde você está no momento. Com esta maquininha eu realmente conquistei minha independência como motorista, e passei a me sentir mil vezes mais segura na direção! 🙂

Agora que aprendi o caminho, quero voltar na Liza mais vezes, para os meninos poderem brincar mais juntos, para escalar com ela, Alberto e Miguelzinho uma das inúmeras montanhas da Floresta Negra, para aprender a fazer coxinha, para visitar o Museu do Relógio, etc.

Querida Liza: obrigada pela hospitalidade e seja sempre muito super bem-vinda aqui no lago de Constança também! Tive até a ideia de fazermos um encontro de blogueiros brasileiros aqui no lago no verão, que tal? Boa viagem pra você e sua família ao Brasil e aproveite cada segundo, recarregue suas baterias e curta a festa de aniversário do Miguelzinho, que está sendo preparada com tanto carinho! Até a volta!!!

Anúncios

Tags: , , , , , ,

18 Respostas to “::Visita à Liza::”

  1. Maira Says:

    Sandra, pois é amizades virtuais por aqui sao fundamentais, mas já ouviu falar de ciúmes virtual? (((((((((((((((-: Pois é, já tô ficando com ciúmes de vocês duas. Você eu já tive o prazer de conhecer, mas pena que foi tudo tao tumultuado de gente e tivemos pouco tempo pra bater um papo “be to be”. Com a Liza já troquei várias msgs e emails que só me dao a certeza de que ela é um ser humano muito especial e que também irei adorar conhecer. Mas estamos taaaaaaaaaao longe… )))-:

    Enfim, se tiver mesmo o encontro dos blogueiros pode por meu nome na lista, tá!? Nao quero mais ficar aqui chupando o dedo…rs. Depois podemos combinar de fazer um aqui em Stuttgart também, mas na primavera/verao, pois ai podemos “piquinicar” e até fazer um churrasco ao ar livre! Aliás, esse ano provavelmente é meu último ano por aqui, entonces nao posso perder nenhuma oportunidade de ser feliz aqui, né!?

    Bjks e um 2010 mega-blaster pra vc, pra Liza e pra todos(as) blogueiros(as) que passam por aqui! Má.

  2. Dona Flor Says:

    Que delícia!! A Liza é encantadora, não? Aqui em casa viramos fãs dela e de toda a família!

    Ah: o pão de queijo é ótimo! Ela fez aqui, e mesmo estando no forno com mil outras coisas, o que fez ele não “crescer” direito, o sabor estava maravilhoso! Aprovadíssimo, junto com a coxinha. A Liza sabe cozinhar muito bem, deu pra perceber.

    Beijos!

    • Sandra Santos Says:

      Sim, a Liza é 10!

      Ai que delícia! Mal posso esperar para experimentar a receita do pao de queijo, Dona Flor! Fiquei com mais água na boca ainda do que já estava!

      Um beijo e feliz 2010!

      Sandra

  3. Liza Says:

    Sandra,
    adorei o post! A visita foi mesmo muito boa e fico super feliz em saber que vc pretende voltar. Da próxima vez te ensino mais alguma coisa gostosa, mas coxinha nao ensino nao, vai que voce aprende e nao quer mais voltar. hahahahahahhaahahaha
    Um grande beijo para voces!

  4. Roberta von Zastrow Says:

    Olha só que bacana heim Sandrinha!! Adorei o post!
    O livro que ganhei na sua promoção, dei para meu namorado, de Natal. Ele ta amando!!! Está virando seu fã, assim como eu! =)
    Beijos :*

  5. ceci Says:

    Que delícia este encontrinho! O Dani deve ter adorado hein!? Oba! encontro de blogueiros? também quero! e esta receita de pao de queijo? que tal experimentar fazê-la aqui em casa? hehehe
    Mas aquelas coxinhas da Liza aiiiiiiii to com saudades do nosso Brunch!
    beijos grandes a vc, Liza e as familias!

    • Sandra Santos Says:

      Ei minha querida,

      Foi legal lá na Liza mesmo, apesar de eu ter enfrentado muita neve pela estrada!

      A receita de pao de queijo é inacreditavelmente fácil. Ainda nao testei, mas vou tentar logo, logo. Dá pra imaginar um pao de queijo que nao precisa nem de ovo?!?

      Depois que voltei da Liza tive vontade de organizar um encontro aqui no lago no verao, mais ou menos o nosso Brunch mas com direito a pernoite no camping, caso a pessoa venha de longe. Vou dar uma olhada nas datas possíveis, mas para o Naturfreundehaus, caso alguém queira vir e nao goste de acampar. Vc tem outra sugestao?

      Um beijo,

      Sandra

  6. Luis Alberto Friedrich Says:

    Olá!
    Aproveito o embalo de voces, que falaram de Stutgard, para fazer uma propaganda cultural, que irá acontecer nesta cidade com a Camerata Ivoti, desta minha cidade do RS – BRASIL. Vale a pena conferir. A programação conseguem no site http://www.ascarte.art.br ou no
    http://www.brasilalemanha.com.br São músicas principalmente populares brasileiras.
    Abr

  7. Pio Rambo Says:

    Olá Sandra.
    Li o seu texto e achei muito gostoso pois deu para viajar junto com ele. Somente hoje que descobri um post teu no meu blog do começo do ano passado e peço desculpas por não ter visitado o teu blog antes. Vou adicionar aos meus favoritos.
    Sucesso para nós!

    • Sandra Santos Says:

      Olá! É um prazer receber sua visita, volte empre! Nao tem problemas nao ter visto meu post antes. Como diz o ditado: antes tarde do que nunca, nao é mesmo? 😉
      Um abraco da Alemanha,
      Sandra

  8. Sergio Says:

    Olá,

    Estamos montando um cadastro de blogs relevantes segmentados por assunto.
    Caso tenha interesse em incluir o seu blog gratuitamente neste cadastro basta nos enviar uma mensagem para blogs@difundir.com.br informando o endereço do seu blog, e-mail de contato e assuntos que são abordados no seu blog.

    Abraço,
    Sergio
    blogs@difundir.com.br
    http://www.difundir.com.br

  9. Renata Lechner Says:

    Peraê madama! Sem escaldar o polvilho? Sem misturas complicadíssimas de 8 tipos diferentes de queijo? Meu queixo caiu com essa receita de pão de queijo que poderia significar a nossa independência da mistura da Yoki… Se bem que pode ser mais simples achar a mistura da Yoki para comprar do que o polvilho, ou a Liza tem uma fonte secreta também? Ficou tudo muito claro, menos a parte de “avaliar o ponto”. Minha sugestão é que você se informe direitinho com a Liza sobre os pormenores e na semana que vem com a ajuda da minha super batedeira a gente manda ver. Também vamos ter que ir comer coxinha, risoles e pastel nesse restaurante brasileiro aqui do outro lado da rua… São tantas emoções!

    Beijos e até domingo,

    Re

    • Sandra Santos Says:

      Oi Re,
      O polvilho é o que se encontra em toda loja de produtos asiáticos, o “Maniokmehl”. Se tiver os ingredientes, vamos testar a receita sim, que já foi testada pela Liza e aprovada pela Dona Flor.
      Uma beijoca e até domingo,
      Sandra

    • Sandra Santos Says:

      Oi de novo Re,
      Acabo de ver que com o seu comentário, meu blog acaba de atingir 2.000 comentários! 🙂 Que coincidencia, né?
      Outro beijo,
      Sandra

  10. online Says:

    Obrigado por intiresnuyu iformatsiyu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: