Anúncios

::Da arte de acreditarmos em nós mesmos::

Passei uma tarde super gostosa com amigas brasileiras que moram aqui pela região. Foi a despedida da minha amiga mineirinha, a Marcela, que está indo passar 6 meses em Curitiba. Desde já, boa viagem querida!

Conversamos sobre mil e uma coisas e na realidade um papo puxa o outro, ainda mais em companhia agradável, e com isso foi difícil chegar a um fim! Mas as conversas foram todas super prazerosas. Que sorte ter um grupinho tão pra cima e tão por perto!

Um dos assuntos que conversamos mais a fundo, bem no finalzinho da tarde, foi a questão do acreditar em nós como pessoas e profissionais. Sempre estamos buscando no outro a confirmação de que aquilo que fazemos ou produzimos é bom. Temos excelentes ideias, mas nem todas são colocadas em prática. Ou de tanto pensarmos, acabamos por não colocar nada ou quase em nada em ação. Talvez pelo medo do retorno do outro, pelo medo do estranho, pelo receio de deixar a posição cômoda e partir para novos portos. Nunca achamos que já estamos prontos para novas trilhas, parece que ainda fica faltando algo, um novo certificado, uma confirmação externa de que “sim, somos bons“. Ainda mais quando moramos no exterior essa pressão de querer receber esse tipo de retorno de fora, do outro, é ainda muito maior. E é aí que mora o perigo. É bom receber retornos positivos, na realidade é uma delícia, mas acima de tudo temos que satisfazer a nós mesmos, temos que gostar do que fazemos. Temos que conseguir achar uma área onde tenhamos orgulho do que produzimos. Isso faz bem. O melhor amor para com o outro partirá de um amor egocêntrico, aquele voltado para nós mesmos, pois quanto mais conseguimos nos amar e nos dar valor, mais seremos capazes de amar (e de respeitar) outras pessoas.

Na realidade todos somos bons assim como somos. Hoje, neste momento. A vida é um caminho e quem não começa a seguir sua trilha, não colherá os frutos espalhados pelo caminho. Na realidade nunca estaremos “prontos“, estamos sempre em um processo de transformação contínua. Somos seres individuais, únicos, especiais, abençoados por Deus. Nem melhores, nem piores do que ninguém. Quanto mais espalharmos luz pelo mundo e para todos ao nosso redor, mais luz refletirá para nós mesmos. As trocas serão (são) positivas e boas. Espalhar luz tem super a haver com fazer aquilo que gostamos, aquilo que pra nós é fácil, que não dá trabalho, que dá prazer. É fácil pra nós, mas para outros não é, e portanto é “nosso“. Penso muito nisso na minha busca incessante de saber quem sou eu e na procura de descobrir a que fim vim parar neste mundo.

O certo é que nascemos para dar, para trocar, para interagir. No meio da semana passada fui surpresa por uma correspondência do Dago, que me presenteou com dois CDs de produção própria, um pra adultos, outro pra crianças de todas as idades. E qual não foi a minha surpresa ao colocar o primeiro CD pra tocar, o “À Espera“, completamente feito pelo Dago: letras das músicas, arranjos, voz, violão e guitarra. As músicas são lindas, só o título já é motivo de inspiração. Esse CD nos acompanhou na viagem para Basel ida e volta!) 😉 Meu marido, que ama tanto música como eu, gostou muito do trabalho dele também e notou que o estilo do Dago se parece com o do Zeca Baleiro, eu penso que também um pouco com o Skank nas músicas mais badaladas. Enfim, é uma delícia “esperar“ com ele, que compõe e canta em português e em inglês. O amigo dele, Claudio Oliver, apresenta a obra dizendo, dentre outras coisas, o seguinte:

“Dago nos convida a não esperar somente, mas a nos sentarmos com ele enquanto esperamos. Seja à espera da resposta, do sentido ou do amor. E enquanto a resposta não vem, nestas canções ele nos chama a aproveitar o tempo da espera para que seja um tempo de vida, em que se curte a vida curta que se tem“.

Apresento aqui a minha música predileta do CD dele, inspiração nota 1000, estilo de música que gosto, mensagem positiva, um pacote de surpresas, além de uma voz linda e um inglês impecável:

Give it Away – Dago Schelin

All the goodness you have got
All the love you have received
Give it away

And the knowledge you have gained
And the money you have made
Give it away

A time will come when this is gone
And all that we now know
So lay it down, cause nothing’s yours until you let it go

And the talent you possess
Ant the time that you have left
Give it away

And the song that you will sing
And the life that you will live
Give it away

Uma tentativa de tradução da letra:

Dê de presente – Dago Schelin

Toda a sua bondade
Todo o amor que tiver recebido
Dê de presente

E o conhecimento que você tiver alcançado
E o dinheiro que tiver ganho
Dê de presente

Uma hora irá chegar em que tudo isso já terá passado
E tudo o que sabemos agora
Então deixe isso, pois nada é seu até que você passe pra frente

E o talento que você possui
E o tempo que ainda lhe sobra
Dê de presente

E a música que você irá cantar
E a vida que irá cantar
Dê de presente

Voz/violão: Dago Schelin
Baixo: Mateus Brandão
Acordeon: Alonso Figueroa

Pra quem gostou dessa primeira música, Dago, simpatizante do copyleft, lhes dá de presente todo o CD dele, que pode ser baixado gratuitamente na internet. Entre neste link e clique em “Download Link: A Espera.zip” ou também aqui, inclusive comentários do artista em cada música. Viel Spaß beim hören! (Bom divertimento ao ouvi-lo!).

Anúncios

Tags: , , , , , , ,

21 Respostas to “::Da arte de acreditarmos em nós mesmos::”

  1. Meire Bagoli Says:

    Sandra,

    Que tarde gostosa heim com Brasileiras………acho que te comentei, aqui tem muitos Brasileiros e toda semana marcamos um café para dar risadas. Sempre estamos em juntos em festa. Fora que estamos na mesma cidade, então tudo fica mais fácil.

    Achei muito interessante tudo que vc falou e principalmente a frase:
    Temos excelentes ideias, mas nem todas são colocadas em prática.

    Quando o meu esposo foi convidado para morar na Alemanha fixo ou temporariamente. Pensei vou ter que abandonar o meu emprego de 22 anos, poxa estudei a vida toda e gosto tanto do meu serviço

    Mas também pensei poxa vida sempre quis abrir um negócio(loja/café/pousada) em Ubatuba e nunca tive coragem de largar o meu emprego………..não pensei muito……….só pensei ai esta a oportunidade……….vou para a Alemanha e quando voltar abrirei o meu negócio. Estou muito feliz pela decisão que tomei e não me arrependo.

    Assim que colocar em prática o meu negócio, entrarei novamente neste assunto para falar para vc………..Sandra deu certo……………

    Beijos

    • Sandra Santos Says:

      Oi Meire,
      Que bonito vc ter reconhecido isso e ter se lembrado do seu sonho. Acho que vc nao estava sozinha quando se prendia a um emprego certo e preferia nao arriscar. É a reacao natural de quase todo ser humano, nao é mesmo? Que bom que a oportunidade do seu marido te libertou para mais tarde poder realizar seu sonho. Fico feliz por vc e quero muito ficar sabendo de vc que ele deu certo!
      Um beijo e bom domingo,
      Sandra

  2. Maira Says:

    Texto delicioso de ler e digno de ser passado adiante, pois tenho tantas colegas que precisam ler isso por aqui. Parabéns e obrigada pelas palavras de “despertar”. Bjks!

    • Sandra Santos Says:

      Oi Má,
      Pode passar adiante como quiser, é um prazer receber novas visitas no blog. Hoje li que principalmente mulheres tem mania de se desvalorizar ou nao saber exatamente seu valor, e isso é (infelizmente) verdade. Temos que acreditar mais em nossa potencialidade e criar um mutirao de ajuda e apoio entre nós.
      Um beijo,
      Sandra

  3. La Says:

    Eee bonitinha..pra que me fazer chorar a essa hora no domingo ahhahaha, crise dos 30 querida! Alias a Ma que passou essa materia agora pra mim…afinal sou uma dessas que precisa de um empurrao como ela mesmo disse acima AHHAHA…obrigada lindinha!! bjao

    • Sandra Santos Says:

      Oi La,
      Tudo bom?
      Meu objetivo com o texto nao foi fazer vc chorar, mas se te dei um “empurraozinho”, isso é bom. Bola pra frente que atrás vem gente!
      Um beijo e bom domingo,
      Sandra

  4. Silvia Says:

    Oi, Sandra, é bom poder contar com amigas com quem trocar idéias tão profundas assim!!! Não consegui achar o link da sua entrevista…. manda o link pra mim, please?? bjs

  5. ceci Says:

    oh Mineirinha! vc é fantástica! até eu chorei 😉
    Seria legal o dago vir tocar pra nós … fico imaginando essa gente legal cantando com ele ao violao… 😉

    beijos e boa semana!

    • Sandra Santos Says:

      Oi Ceci,
      Nao é pra chorar nao, viu flor?
      Repassei seu pedido para o Dago, que também é meu. Há quantos anos nao participo de uma roda de violao! E ele toca pra caramba, bota “caramba” nisso!
      Um beijo no coracao,
      Sandra

  6. Dago Schelin Says:

    Oi Ceci e Sandra!
    Puxa, fiquei todo lisonjeado agora!
    Uma roda de violão? Proposta indecente… Gostei! Mal sehen…
    Valeu pelo post, Sandra. Fiquei tocado. Acho q vc pegou o “x” da questão no sentido das canções. Aliás, essa Give it Away foi composta após um papo com o Claudio no carro… a frase q ele falou foi mais ou menos assim, “a gente só tem aquilo q dá… se não consigo dar algo, esse algo me tem”… portanto, não posso levar crédito… todas as músicas são feitas nesse tipo de parceria.
    Abraßos!
    Dago
    PS: copyleft à parte, não me importo se alguém quiser tb comprar o CD, no Brasil ou na Alemanha… é só falar 🙂 (o encarte é bacaninha).

    • Sandra Santos Says:

      Oi Dago,
      A inspiracao pode vir dos seus amigos, mas a capacidade de transformá-la em música é sua. Isso sem sombra de dúvida.
      O seu encarte é tao bem feito quanto o CD, tudo tem super pinta de trabalho profissional.
      Parabéns mais uma vez pelo trabalho!!!!
      Um beijo,
      Sandra

  7. Evelyne Says:

    Gente, que palavras lindas!
    Que música linda! Adorei!
    Já era fã da Mineirinha, agora tb sou fã do Dago. Maridão tb adorou e já fez propaganda.
    Passando pra frente!

    Beijos!!!

  8. Claudio Oliver Says:

    Oi Mineirinha
    Já que meu nome rolou por ai, passo pra dizer que passar pelo seu blog, ler seus escritos e perceber sua generosidade acolhedora tem me feito ficar como quem senta em uma janela e ver a chuva cair e se alimenta daqiele tipo de beleza que só as chuvas da região sudeste sabem produzir.
    Carinho,
    Claudio (o amigo do Dago)

    • Sandra Santos Says:

      Oi Claudio,
      É um prazer te receber por aqui! Volte sempre pra viajar comigo pelas terras daqui, além de outros cantos que moram também no meu espírito.
      Um beijo e um queijo da Mineirinha,
      Sandra

  9. Evelyne Says:

    Oi Sandra,

    Não sabemos ao certo onde iremos morar, pois Paulo ainda está procurando trabalho e onde ele encontrar será nossa morada. Atualmente, temos preferência por Nordrhein-Westfalen pela dinâmica da região ou Berlim…
    Mas, temos no nosso roteiro uma linda cidade do sul para visitar. =D
    Depois te dou mais detalhes por email.

    Beijos!

  10. Luis Patricio Says:

    Muito legal Sandra,

    Seu post me fez perceber mais algumas belezas na arte do Dago. Parabéns pela sensibilidade.

    Só um detalhezinho que eu não pude deixar de notar. O meu conterrâneo chama-se Zeca Baleiro (um cara que vende balas e doces).

    • Sandra Santos Says:

      Oi Luis!
      Obrigada por ter me avisado sobre este erro mortal! 🙂 A minha irma me disse que por causa desse erro vou ter que passar 30 segundos no purgatório, hehehehe…
      Um beijo e volte sempre,
      Sandra

  11. ::Lovesick – filme brasileiro/alemão é nomeado para o festival de Cannes:: | Mineirinha n'Alemanha Says:

    […] o texto que já tinha escrito sobre ele anteriormente aqui no blog foi intitulado “Da arte de acreditarmos em nós mesmos“. Sucesso, Dago! Estou muito orgulhosa por você! […]

  12. ::Dago & Rosas Heft:: | Mineirinha n'Alemanha Says:

    […] Dago Schelin, leitor da Mineirinha, sobre quem falei aqui e aqui, é um brasilemão. Seus antepassados emigraram da Alemanha para o Brasil nos anos 1920. E ele fez […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: