Anúncios

::Exemplos extremos de tratamento ao cliente na Alemanha::

Ontem foi „Verkaufsoffener Sonntag“ aqui na minha cidade. Isso significa que todo o comércio abriu no domingo e eu, que queria comprar umas roupas e não tinha nenhum outro programa cabível para o tempo frio, cinza e chuvoso de ontem, resolvi ir pra cidade com meus filhos. Visitamos primeiro uma loja nova de roupas, que tinha anunciado ter marcas italianas e portuguesas (deduzi que acharia uma calça que coubesse em mim, o que é algo bastante difícil). Bingo! Logo na entrada, me ofereceram uma champagne ou um café, mas como estava com o Daniel e com a Taísa, resolvi não aceitar. A loja tinha até um cantinho com brinquedos para crianças, onde o Daniel ficou quase o tempo todo brincando enquanto eu experimentava algumas roupas. Dei sorte e achei mesmo uma calça que coube perfeitamente em mim, mas teria que mandar ajustar o comprimento dela. Perguntei se faziam esse serviço, ao que a dona da loja afirmou que sim e veio prontamente medir o tamanho correto da calça, se colocando literalmente aos meus pés. Não precisei de pagar nada adiantado e na quarta-feira já posso buscar a calça. Nota pra nova loja de roupas: 10.

Algumas lojas mais pra frente, eu e a Taísa olhamos sapatos e de primeira não achei sapatos no meu número, o menor da parte feminina aqui (36, o que no Brasil é tamanho 35). Uma funcionária da loja veio me ajudar, me levou até o local onde os sapatos do meu tamanho estavam, perguntou se podia ajudar num tom altamente áspero e eu percebi que ela queria que eu escolhesse “voando” o tal do sapato pra ela poder fechar a loja. A movimentação de tira-coloca-fecha-trata-cliente-mal me incomodou e desisti de comprar ou até mesmo de querer olhar algum sapato ali. Deduzi que fossem 6 horas em ponto, e de certa forma até dei um desconto pra vendedora, pois passar o domingo inteiro de pé numa loja é um saco mesmo. Mas fiquei surpresa ao chegar em casa, depois de andar um bom pedaço e dirigir uns 10 minutos: ainda eram 16:45 horas! Nota pra sapataria: 0.

Hoje os meninos não acordaram bem, Taísa estava com dor de garganta e o Daniel estava tossindo um pouco. Como eu já conheço os remédios que eles precisam nesses casos, nem preciso levá-los no médico, mas só dei uma passada lá depois de sair do trabalho pra pedir as receitas, para remédios que são totalmente cobertos pelo meu seguro de saúde. Saindo do pediatra fui para uma farmácia nova que acabou de abrir na cidade. Todos os remédios estavam em estoque, menos o do Daniel, o xarope para tosse. Surpresa total: me perguntaram se eu queria que levassem o remédio hoje de tardinha EM CASA, pois eles têm um sistema de pedido que funciona em algumas horas. Lógico que eu disse que queria sim, expliquei onde ficava exatamente minha campainha e completei que precisava do remédio hoje à noite mesmo, pois era pro meu filho e deveriam por favor tocar na campainha quando fizessem a entrega. Mas confesso que, como boa mineira que sou, não acreditei que esse serviço, que eu até agora não conhecia aqui, iria mesmo dar certo. No finalzinho do dia o interfone toca, eu abro a porta principal, começo a descer a escada e dou de cara com o vendedor da loja, me entregando o remédio em mãos… Fiquei boba e a nova farmácia ganhou uma cliente de carteirinha além da infalível propaganda boca-a-boca. Nota pra farmácia: 10 +.

Tags: , , , ,

5 Respostas to “::Exemplos extremos de tratamento ao cliente na Alemanha::”

  1. Paula Says:

    eu acho que aos poucos o tratamento esta melhorando. Faz anos que ninguém me persegue pela loja só por falar português… já cheguei a alrgar a mercadoria toda no meio da loja agradecer pela falta de atendimento educado e ir embora!

  2. Laudenice Says:

    Pois eh Sandra, apesar de eu achar que a maioria nao eh lah muito simpatica, sempre tem os Ausnahme e eh sempre uma agradavel surpresa 🙂 melhoras pras criancas, beijos

  3. Liza Says:

    Ei Sandra!
    Sabe que o pessoal da farmacia aqui perto de casa já fez isso só por que disse que pena que o xarope so chegaria no outro dia. E olha que era um xarope so para o Miguelzinho dormir melhor.
    Aqui quem esta com dor de garganta somos eu e o Alberto. Por enquanto o Miguel esta imune. heheheheh
    Melhoras para as criancas e um grande beijo!
    Liza

  4. Ciça Says:

    Manrique tb ficou doentinho Sandra, mas gracas a Deus o Verkaufsoffener Sonntag daqui ainda nao chegou! ahhahaha

    • Sandra Santos Says:

      Pois é, Ciça, aqui em casa a gripe pegou os meninos, mas como dizem que com remédios ela dura uma semana e sem remédios ela dura sete dias, ela já está quase pronta pra nos deixar! 🙂
      Beijos,
      Sandra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: