Anúncios

Archive for janeiro \27\UTC 2008

::O maior fraude de todos os tempos::

27/01/2008

5.000.000.000 de euros – este foi praticamente o valor do prejuízo do Banco Société Générale de Paris, causado por  seu funcionário de 31 anos com mestrado em Finanças, Jérôme Kerviel. Eu custei a entender esse valor, na realidade até agora não consigo imaginar como uma única pessoa pode ter tido a possibilidade de realizar uma perda tão grande na bolsa de valores, trabalhando dentro de um banco sem ser fiscalizado ou controlado ou sem ter agido em grupo. Li que ele tinha responsabilidade por investimentos no montante de 50.000.000.000 euros, valor igual a toda a economia da Eslováquia. Dá pra entender? Terroristas exigem de outras formas também, esse aqui é financeiro e dos bons! Enquanto isso, a polícia está interrogando o dito cujo e as ações do banco estão caindo… Ele vinha fraudando o banco há cerca de um ano e foi descoberto no sábado da semana passada, dia 19.01.08, que antecedeu a queda de 6% das bolsas européias do início desta semana (21.01.08), quando as perdas do funcionário ficaram ainda mais evidentes. especulações de que a divulgação do escândalo possa ter sido a grande causadora da queda das bolsas no início da semana e da redução da taxa de juros nos EUA, a maior dos últimos 25 anos.

Pra entender direito quanto é isso em dinheiro, eu tive que dividir o dito valor pelo que uma casa novinha em folha custa aqui na região ondo moro na Alemanha, o que é algo em torno de 500.000 euros. Daria pra comprar 10.000 (!) casas aqui… Esse cara é um herói: ele já ganhou uma página própria na Wikipedia e até fã-clube. Quer mais?

Anúncios

::Antes e depois da internet::

14/01/2008

omo era a vida do imigrante antes da era da internet? Como era o mundo antes da internet? A aldeia global era a mesma, as “coincidências da vida” eram as mesmas, os mesmos encontros, mas não há como negar que a internet alterou, em muito e substancialmente a vida de todos os seres humanos, e especialmente daqueles que são praticamente “dependentes” da máquina para efeito de informação, de matar saudade, de estar perto da terrinha apesar da distância física.

Eu não me canso de comparar essas duas épocas da minha vida e não me canso de continuar achando esse “instrumento de viagem” fantástico. Nossa, quando eu estudava havia um livro só pra sala toda, um aluno pegava o livro emprestado na biblioteca da FACE-UFMG e o restante da sala copiava as páginas em questão… Lembro-me de ter juntado uma pilha de mais de 30 cm de cópias xerox! E quando cheguei aqui na Alemanha, corajosa como fui e sem saber que logo em seguida existiria a internet, lembro-me de um dia ter recebido uma “Folha de São Paulo” pelos Correios e de a ter devorado da 1a. à última página, apesar das notícias já estarem desatualizadas, simplesmente pelo prazer de ler no meu idioma e da avidez por informações… Hoje o nosso problema é outro: limitar e selecionar as informações, que chegam como uma avalanche…

E você, como compara o “antes” e o “depois” da internet na sua vida?

::Sobre o sucesso::

12/01/2008

“Não procurem o sucesso. Quanto mais o procurarem e o transformarem num alvo, mais vocês vão sofrer. Porque o sucesso, como a felicidade, não pode ser perseguido; ele deve acontecer, e só tem lugar como efeito colateral de um dedicação pessoal a uma causa maior que a pessoa, ou como subproduto da rendição pessoal a outro ser. A felicidade deve acontecer naturalmente, e o mesmo ocorre com o sucesso; vocês precisam deixá-lo acontecer não se preocupando com ele. Quero que vocês escutem o que sua consciência diz que devem fazer e coloquem-no em prática da melhor maneira possível. E então vocês verão que a longo prazo – estou dizendo: a longo prazo! – o sucesso vai persegui-los, precisamente porque vocês esqueceram de pensar nele.”

Viktor Frankl, do livro “Em busca de sentido”

::Dentes, dentes…::

10/01/2008

Fui fazer uma coisa que praticamente ninguém faz com vontade. Fui fazer uma operação, ainda que pequena, para tentar salvar um dente que estava com a ponta de sua raiz inflamada, me atacou o nervo da cabeça e estava me deixando desde o começo desta semana com dores de cabeça horríveis. Tive uma sorte tremenda, pois apesar de já ter feito a mesma operação em dois outros dentes, desta vez fui parar em outro cirurgião-dentista, que não conhecia mas achei até bem melhor, com música de meditação para o paciente na hora da operação, com cuidados extra tais como chapa antes e depois da operação pra comparar os resultados, remédio antes da operação para o local não inchar, pano tampando minha visão e deixando só a boca de fora (o que me ajudou a não ver nada do que se passou… sou daquelas que só de ver sangue ou uma agulha entra em pânico…) e o melhor: eles aqui são rápidos demais. Em uma meia-hora já estava tudo pronto! Agradeço muitíssimo a Deus, espero que meu dente possa ser mantido e não desejo a mesma operação pra ninguém!


%d blogueiros gostam disto: